Homens: vejam como ter aquela pegada e conquistar todas as mulheres!

18 de Novembro 2011 as 12:18



Pegada complexa

Fortalecer a pegada é muito mais fácil se você entender como ela funciona. Primeiro: a musculatura mais atuante sobre ela é a do antebraço. Mas a do punho, dedos, palma e parte de cima da mão também é fundamental nesse processo. Ao todo, mais de 35 músculos estão envolvidos. Como trabalhá-los? Depende do seu objetivo. “O treinamento deve ser direcionado a cada modalidade”, diz Paulo Gentil, mestre em educação física pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Pois é, o assunto é quente. E tem gente por aí que nunca deu bola para a pegada – ao contrário de você, que sabe bem de sua importância quando está mandando ver no encolhimento de ombros, no levantamento terra, na rosca direta..

Uma mão lava outra

A relação entre malhação – leia-se, musculação com enfoque para o tronco e membros superiores – e pegada é como uma via de duas mãos. Tendo grande capacidade de preensão, você malha melhor, e malhando você incrementa essa aptidão. Funciona assim: o cara que faz exercícios como barra, puxada e supino – nos quais a carga é sustentada em parte pela flexão dos dedos – está fortalecendo por tabela as “garras”. Yes, ponto para ele. Acontece que poderia ter um desempenho mais satisfatório se incluísse em sua rotina movimentos específicos para mãos, punhos e antebraço. “Suportaria um peso maior e mais repetições”, resume Marcelo Bueno, consultor de fitness da MH e diretor da Bueno Corpore Assessoria Esportiva, em São Paulo.

Progresso esperto

O melhor jeito para desenvolver a pegada, assim como qualquer capacidade física, é de forma progressiva e sem exageros. “Senão você pode prejudicar os tendões da região, provocando tendinites ou até o rompimento deles”, alerta Maurício Garcia, membro do Centro de Traumato-Ortopedia do Esporte da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Portanto vá com calma, dose seu treino. Centrar todos os esforços nesse objetivo é roubada. “O uso indiscriminado de movimentos específicos leva os músculos a se desenvolver de maneira desproporcional e gera overtraining”, afirma Paulo Gentil, autor do livro Bases Científicas do Treinamento de Hipertrofia (Ed. Sprint, 192 págs.). Outra recomendação importante: principalmente se você for iniciante, realize alongamentos focando antebraço, punho e dedos antes de malhar com carga.