Firmino descarta reajuste salarial a servidores em 2017

Prefeito ressaltou a crise que se instalou na PMT

Repercute o incêndio na área central de Portugal. Cerca de 63 pessoas morreram e 135 ficaram feridas durante os incêndios. Um bombeiro foi uma das vítimas fatais no país. Cinco povoados foram desocupados, informou a correspondente da Rede Meio Norte na Europa, Socorro Sampaio no Quadro Jogo do Poder no Jornal Agora desta segunda-feira(19).


Ela também informou que houve um ataque a uma viatura de policiais em Paris. Os policiais foram salvar o motorista e descobriram que o mesmo estava com explosivos. Só o autor do ataque morreu.

Na esfera local, a jornalista Jôve Oliveira falou que o prefeito de Teresina Firmino Filho em entrevista ao repórter Efrém Ribeiro, afirmou que em 2017 não haverá reajuste salarial para os servidores públicos municipais. Segundo ela,o prefeito disse ainda que pretende continuar pagando em dia, tendo isso, como um grande desafio em sua gestão.

" A reduções nas receitas trazem um medo de atraso de salários. São R$ 2 milhões de perdas por mês e isso acontece há dois anos", informou Jôve. Ainda envolvendo o prefeito Firmino,  o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, os ex-governadores Zé Filho e Wilson Martins e ainda o deputado estadual Robert Rios, estiveram reunidos no final de semana no litoral e querem convencer Firmino a disputar a eleição para o Governo do Estado contra Wellington Dias. Sendo candidato, assume a Prefeitura de Teresina o vice Luís Júnior, do PMDB. Firmino não tem se manifestado sobre o assunto e aparenta continuar aliado a Ciro Nogueira do PP no âmbito municipal.