Merlong fala de recursos e empréstimos ao Piauí que estão retidos

Secretário fala da situação financeira do Estado

O secretário de Governo, Merlong Solano, falou ao Programa Agora nesta quarta-feira(24) sobre alguns recursos que estão empancadas e não estão vindo para o Piauí. Para ele, o Governo Federal fechou as torneiras para o Estado. "Os Estados já estão nessa situação. Arrecadações em quedas e afetadas. Agora mesmo, cerca de 5 estados brasileiros estão esperando receber R$ 800 milhões de recursos do FUNDEB que estão retidos e o Piauí está entre esses cinco. Se for possível vamos ao Supremo, por que é um recurso muito importante", falou.


Outro ponto importante na entrevista, foi quando ele destacou os empréstimos que foram feitos e já autorizados pelos bancos, mas o governo não libera. Ele citou o caso do empréstimo dos R$ 600 milhões que já foi dado o aval positivo da Caixa Econômica e aprovado pela Alepi, mas até agora o dinheiro não foi liberado.

" O Piauí tem todo o respaldo para pegar dinheiro emprestado. Esses recursos e esses empréstimos não sendo liberados, teremos um arrocho financeiro. O governador Wellington Dias é trabalhador e junto com sua equipe de secretários, vamos tentar evitar o pior, mas não estamos livres de ficarmos igual ao Rio de Janeiro. O prejuízo ao Estado será grande, principalmente, pelo risco de atrasar salários e o Estado é o maior pagador", finalizou Merlong.


logomarca do portal meionorte..com