Portal meionorte.com BETA

PUBLICIDADE
ESCONDER
Efrém Ribeiro

Efrém Ribeiro

Blog sobre Efrém Ribeiro

••• atualizado em 22 de Fevereiro de 2012 às 05:18

Dom Jacinto Brito é confirmado como arcebipo de Teresina

Dom Jacinto Brito é confirmado como arcebispo de Teresina

Efrém Ribeiro

Da Editoria Geral

O papa Bento XVI nomeou o bispo de Crateús (CE), Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, de 65 anos, como o novo arcebispo de Teresina. O anúncio foi feito pelo administrador diocesano de Teresina, monsenhor Tony Batista.

Monsenhor Tony Batista afirmou que desde agosto do ano passado a Diocese de Teresina estava vaga com a nomeação de Dom Sérgio Rocha como arcebispo de Brasília.

?Nós acolhemos Dom Jacinto com a mesma ternura que acolhemos nossos pastores anteriores. Estamos felizes com a escolha do santo Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho é bispo de Crateús desde 1998.

Seu lema é ?Senhor por tua palavra lançarei as redes?.

A posse do novo arcebispo será no próximo dia 6 de maio, às 19h, na Catedral Nossa Senhora das Dores, na Praça Saraiva.

O anúncio foi feito na manhã pelo administrador arquidiocesano, monsenhor Tony Batista, e reuniu bispos de todo Piauí, além de padres, leigos e religiosas.

Dom Jacinto Brito nasceu em Bacabal (MA) no dia 16 de junho de 1947. Filho de Pedro Furtado de Brito e Maria Inês Ribeiro de Brito. O primeiro dentre os 5 filhos do casal. Foi batizado na igreja de Santa Teresinha, em Bacabal, os 26 de outubro de 1947. Na mesma igreja crismado, tendo o padre José de Freitas Costa como padrinho.

Feito o Exame de Admissão, em São Luís, regressou a Bacabal onde fez o curso ginasial no ?Colégio de Nossa Senhora dos Anjos?, dirigido pelos Frades Franciscanos, tendo pertencido a primeira turma do referido estabelecimento de ensino.

Em 1963, orientado por frei Solano Kühn ofm, diretor do ginásio, ingressou no Seminário Franciscano de Santo Antônio, em Campina Grande (PB), onde fez o curso clássico, embora não pretendesse entrar na vida religiosa, mas tão só por razões de estudo.

Integrado como seminarista na Arquidiocese de São Luís, em 1966, cursou o 1º ano de Filosofia no ?Seminário Provincial? de Fortaleza (CE).

De 1967 a 1970 estudou no ?Seminário Regional do Nordeste, em Recife (PE), onde concluiu os cursos de Filosofia e Teologia, sendo que em 1968, com a criação da Diocese de Bacabal, ligou-se a esta Circunscrição Eclesiástica.

No ano de 1970, revalidou o seu curso de Filosofia na Universidade Católica de Pernambuco.

Das mãos de Dom Pascásio Rettler, bispo de Bacabal, recebeu, aos 15 de janeiro de 1972 a Ordenação de Presbítero.

Foi nomeado pároco e tomou posse na Paróquia de São Benedito, de Pedreiras, aos 19 de março de 1972, tendo sido o terceiro a exercer esta função naquela comunidade.

De 1972 a 1980 integrou o Conselho Pastoral da Diocese.

De 1975 a 1982 foi Representante dos Presbíteros da Diocese de Bacabal e em julho de 1980 eleito membro da Comissão Nacional do Clero, representando o Nordeste IV (Maranhão e Piauí), o que lhe facultou a participação em duas assembleias da CNBB, em Itaici (SP), nos anos de 1981 e 1982.

Em 1º de julho de 1984 foi nomeado pelo bispo diocesano membro do Colégio dos Consultores da Diocese, neste permanecendo até julho de 1994.Com a renúncia de Dom Pascásio, assumiu o pastoreio da Diocese, em janeiro de 1990, Dom Henrique Johannpoetter ofm, o qual o nomeou vigário geral, cargo que exerceu de julho de 1990 a fevereiro de 1995.

Aos 24 de julho de 1994 deixou a paróquia de São Benedito de Pedreiras para assumir a função de vice-reitor do Seminário Interdiocesano Santo Antônio em São Luís.

A reitoria do seminário lhe foi confiada aos 19 de fevereiro de 1995.Nos meses de janeiro e julho de 1995 e janeiro de 1996 seguiu um Curso de Psicopedagogia (extensão universitária) em Viamão (RS).Aos 18 de fevereiro de 1998 foi nomeado bispo de Crateús.

?Observando a nossa caminhada percebemos o quanto Deus tem sido bondoso para com a Igreja de Teresina. Sempre ele tem nos mandado pastores solícitos, bons, generosos, competentes e, sobretudo, homens de Deus, dedicados ao nosso povo. Ainda sentimos a presença marcante de Dom Sérgio da Rocha, nosso último arcebispo que foi transferido para Brasília. Temos muitas saudades dele. Hoje, contudo, o senhor voltou o seu olhar para nós e nos mandou o novo arcebispo. Estamos contentes, radiantes, esperançosos e, sobretudo, gratos a Deus por nos mandar aquele que vem nos confirmar na fé e animar a nossa caminhada rumo ao reino definitivo. Seja bem vindo, senhor arcebispo, Dom Jacinto. Nós o acolhemos com a mesma ternura que acolhemos nossos pastores anteriores. Estamos felizes pela escolha do santo padre, o Papa Bento XVI. Agradecemos a Deus por nos ter mandado o senhor como nosso pastor e guia. Estamos de braços e corações abertos para acolher o senhor como nosso arcebispo. Conte conosco, com os padres, religiosos e leigos valentes e trabalhadores, missionários e dedicados, simples, porém apaixonados por Cristo e a sua Igreja.

Não mediremos esforços para ajudá-lo na missão evangelizadora nesta Igreja de Teresina.

Agradecemos ao senhor, Dom Jacinto, pela disponibilidade em aceitar mais este chamado do Senhor. Se o senhor diz que vem logo, desde agora somos felizes!O senhor vai encontrar uma Igreja que por graça de Deus e na força do Espírito, é rica de dons e de carismas, em operosidade evangélica e em amor pelos pobres e esquecidos. Uma Igreja que está a serviço da vida e da esperança, que promove o bem e a verdade, que dialoga com o nosso povo e que assume o rosto missionário de Jesus, o Salvador. Certamente que o senhor encontrará também dificuldades. Somos tão humanos como em qualquer outra Igreja, mas dispostos a viver a unidade e a colaborar com o senhor, no seu pastoreio. Conte conosco, senhor Arcebispo, e seja bem vindo à nossa amada Igreja de Teresina?, disse o monsenhor Tony Batista.

Dom Alfredo Schaffler, bispo de Parnaíba e presidente da CNBB ? Regional NE IV, afirmou que ficou muito feliz com a nomeação de Dom Jacinto Brito para a Arquidiocese de Teresina.

?Eu conheço Dom Jacinto de longos anos. Ele disse que foi a primeira vez, em Picos, que participou de uma missão quando voltou de Recife (PE). Ele foi para Crateús e se envolveu em uma ação pastoral muito memorável. É uma´pessoa que foi pároco, uma pessoa que atuou no seminário, é uma pessoa que tem diversas experiências que enriquecem a missão do bispo. Ele não chega aqui como um teórico, mas alguém que meteu a mão na massa?, falou Dom Alfredo Schaffler.















COMUNICAR ERRO

Comunique à Redação erros de português, informação ou técnicos encontrados nesta página:

  • Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente ao Portal Meio Norte
200222,blogs

Carrosteresina.com.br