Nove pessoas são assassinadas no primeiro dia do ano no Piauí

Nove pessoas são assassinadas no primeiro dia do ano no PI

Durante o primeiro dia de janeiro de 2016, o Instituto de Medicina Legal (IML) registrou 12 mortes violentas, sendo que ocorreram 9 assassinatos. O IML registrou a morte do palhaço Mário Kleber Pacheco da Silva, de 34 anos, assassinado com tiros de revólver. Ele foi assassinado na Vila Tiradentes, na zona Sul de Teresina. Ele morava no Promorar, na zona Sul da capital piauiense.

Já o médico Francisco Melo Furtado, de 70 anos, foi morto, com tiros de arma de fogo, em frente a sua residência no bairro São Cristóvão, na zona Leste de Teresina. O IML também registrou a morte do vendedor Pedro Rodrigues da Costa, de 22 anos, ocorrida no bairro Matadouro, em Barras, na região Norte de Barras.

Foi assassinado com tiros de revólver o trabalhador braçal José Regivaldo Canudo Santos, de 23 anos. Ele foi baleado no bairro Malvinas, em Picos, onde morava. Foi transferido em estado grave de saúde para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde morreu ao não resistir aos ferimentos.

Foi assassinado com tiros de revólver o vigilante Manassés de Sousa Santos, ,de 28 anos, em frente à panificadora Três Marias, no conjunto Promorar, na zona Sul de Teresina, onde morava. Foi morto com tiros de revólver o vendedor José Adriano Bala da Silva, de 20 anos, que morava na Vila Santa Cruz, na zona Sul de Teresina. O crime ocorreu no bairro Saci, na zona Sul de Teresina.

Morreu o lavrador Giovani Brito, de 78 anos; Ele morava no Morro da Esperança, na zona Norte de Teresina. Já o aposentado Manoel Alves Araújo, de 73, foi assassinado na Praça Central, com tiros de revólver, no município de Sâo Pedro do Piauí.

Foi morto com tiros de revólver o estudante John Maikon de Brito Pereira, de 18 anos, na frente da Igreja Mariz de Simões, no centro da cidade. Foi assassinado com tiros de revólver na frente da Igreja Matriz de Simões, no centro da cidade, o estudante Simão Antônio de Carvalho Lima, de 19 anos.

Morreu no bairro Socopo, na zona Leste de Teresina, o churrasqueiro Leandro de Sousa Carlos, de 26 anos. Ele era natural de Duque Bacelar (MA) e morava no bairro Jockey Clube, na zona Leste da capital piauiense. (E.R)

 Mortes no trânsito de Teresina


Duas pessoas morreram ao colidir com o veículo modelo Corolla em um poste na madrugada de sábado, na Avenida Marechal Castelo Branco, no bairro Primavera, na zona Norte de Teresina.


Segundo o sargento Marcone Costa, chefe da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, outras duas pessoas que estavam dentro do veículo ficaram feridas e foram encaminhadas ao Hospital de Urgência de Teresina. “Demoramos quase uma hora para retirar todos do veículo: três pessoas ficaram presas nas ferragens, duas delas vieram a óbito no local. Um dos ocupantes chegou a sair sozinho do carro. Uma das vítimas era uma mulher com mais ou menos 25 anos, que está viva e ficou presa nas ferragens”, disse o sargento Marcone. O acidente ocorreu à 0h30.


As vítimas seriam suspeitas de praticarem arrastões na Zona Norte de Teresina, mas a Polícia Militar não encontrou indícios dos assaltos com os destroços deixados no acidente. A suspeita surgiu porque, momentos antes da colisão, homens em um carro Corolla, realizaram assalto a uma pizzaria. “Temos a informação de que uma pizzaria foi assaltada, mas não podemos relacionar os dois casos porque nenhuma arma foi encontrada no Corolla que colidiu no poste”, falou o major Marco Antônio. (E.R.)