Reset

Reset



Mesmo odiando Kamila com todas as minhas forças, eu devo admitir que ela era uma das grandes protagonistas dessa edição. E quando alguém assim sai do jogo é como se ele recomeçasse. É o que está acontecendo essa semana, um novo jogo está se desenhando. A saída da paraense libera alguns, exalta outros e muda todo o contexto.

Fernanda se isola como favorita, mas tem a sombra de Fani, que foi guinada pela brincadeira com o Hermano. André perde um pouco de espaço, pelas briguinhas bobas com a Nanda. Nasser renasce e vira opção. Natália e Andressa permanecem sem grandes perspectivas.

Difícil apontar favoritos nessa reta final, até porque o público parece mais animado em eliminar do que em eleger. E no meio do caminho surge um paredão que pode explicar muita coisa e criar um novo favorito. Até porque agora é duplo. E esses não mentem! Vamos a ele...

Fani

O Boninho fez a sua parte. Ao perceber que a saída de Kamila era eminente, tratou de criar uma nova favorita para rivalizar com Fernanda. Fani seria a melhor opção, mas a loira andava cabisbaixa e quieta demais. Então como argentino ta na moda, mandaram o tal do Miguelito para a casa. Ele foi teleguiado, com roteiro pronto. Catou a carioca e deu um up grade na gata. Só faltou ela gritar Uruh Nova Iguaçu, como nos velhos tempos. E Faninha está de volta ao jogo. Depois de patinar muito em sua insegurança, em seu nervosismo e no medo que só tem quem já passou pelo jogo. Faninha é forte porque é diva, é amada. Ainda é bem vista pelo público por ter sido amiga e aliada de um dos casais mais idolatrados da história do BBB, Alemão e Siri. Fani é justa ao mesmo tempo que é desequilibrada. É forte no caráter e personalidade, mas fraca no emocional. E assim segue a sua balança. Vamos saber para que lado vai pesar...

Nasser

Contar a história dele no jogo é como brincar em uma montanha russa. Nasser já foi, deixou de ser e pode voltar a aparecer como forte novamente. Começou cerebral, frio e calculista. Depois virou frágil, chorão hesitante. Mais uma vez foi estrategista e teve seu jogo descoberto por André e Fani. E agora é novamente um menino emotivo e com muita sensibilidade. Nasser já foi favorito, já foi vilão, já foi figurante e agora é simplesmente uma incógnita. É bobo quem acha que ele não tem mais chance de ganhar. Essa semana o cara protagonizou o diálogo mais lindo dessa edição, quando tirou a venda dos olhos de Fernanda, que a impedia de enxergar quem era Kamila. Se acertar a medida, Nasser pode ser esperto e sensível ao mesmo tempo. E essa é uma combinação vencedora...

Palpite

Caramba, esse vai ser difícil! Parecia que Fani e entrar essa semana arrebentando. Mas tem um fator que muitos estavam esquecendo. A herança de Kamila. Sim, porque a gata saiu, mas sua presença ainda é forte na casa. A grande rejeição por Ka, pode fazer com que o público odeie todos aqueles que um dia estiveram do seu lado. E é aí que entra a Faninha. Porque na reta final, ela esteve mais perto da paraense do que qualquer outra pessoa, até mesmo mais do que Fernanda. O próprio Bial deixou isso claro. E aí que pode respingar algo na gata de Nova Iguaçu. E Nasser, que não tem nada com isso, pode se dar bem. Pode até chegar, pode até ganhar... É como eu já disse. Esse era para ser um BBB de protagonistas carismáticos. Mas está se transformando no jogo de eliminação. É o Resta Um do BBB...