Em ritmo de treino, seleção masculina de vôlei estreia com vitória nos Jogos

Em ritmo de treino, seleção masculina de vôlei estreia com vitória nos Jogos

Mal dá para chamar de estreia. O primeiro jogo da seleção brasileira masculina de vôlei em Londres 2012 pareceu mais um treino. Diante da frágil equipe da Tunísia, os brasileiros aproveitaram para se acostumar à quadra da Arena de Vôlei. Deu também para o levantador Ricardinho fazer sua reestreia em Olimpíadas, e para o técnico Bernardinho dar ritmo de jogo para Giba. A vitória acabou vindo naturalmente: 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/21 e 25/18.

Com a vitória o Brasil divide a liderança do Grupo B com a Rússia e os Estados Unidos, que derrotaram Alemanha e Sérvia, respectivamente. Os quatro primeiros da chave avança para a próxima fase. O próximo adversário brasileiro é a seleção russa, na terça-feira, às 18h (de Brasília).

O primeiro set não deu nem para o Brasil suar, nem para o torcedor se empolgar. Sem encontrar qualquer resistência do adversário, a seleção brasileira atropelou e abriu vantagem sem muito trabalho. De marcante mesmo, apenas o retorno de Ricardinho ao solo olímpico, quando a equipe já vencia por 20/13. E, depois que Murilo fez o ponto no lance seguinte, o levantador recebeu abraços de seus companheiros.

A Tunísia até conseguiu se aproximar um pouco, ficando a cinco pontos de distância (22/17). mas a equipe verde-amarela fechou o set por 25/17 após dois ataques de Leandro Vissotto., mas o Brasil chegou ao set point depois que Wallace salvou uma bola aparentemente impossível, e Leandro Vissotto fez o ponto. Os jogadores fizeram muita festa para Wallace antes de Vissotto marcar mais uma vez para fazer 25/17

O segundo set foi um pouco mais complicado. O time brasileiro diminuiu um pouco a concentração, e os saques forçados não estavam funcionando. Mas a partida nunca saiu do controle dos brasileiros. A partir da metade da parcial, o Brasil abriu vantagem, e Bernardinho aproveitou para dar ritmo a Giba e fazer a alegria da torcida. O ponteiro entrou no lugar de Dante quando a seleção vencia por 16/12 e não saiu mais. Mais uma vez a Tunísia até tentou complicar no fim do set, mas mal chegou a incomodar: 25/21 e 2 sets a 0.

Último duelo do dia e sem grandes emoções, o duelo foi perdendo público durante o jogo. Aos poucos, a arquibancada foi esvaziando na Arena de Vôlei. Com as entradas de Rodrigão e Thiago Alves durante o terceiro set, Bernardinho conseguiu colocar todos os atletas em quadra. A seleção brasileira chegou a abrir oito pontos de vantagem no set, e a vitória era questão de tempo. Veio depois que Karamosly errou saque, e o Brasil fez 25/18.