Município faz coleta de sangue em cães suspeitos de Calazar

Município faz coleta de sangue em cães suspeitos de Calazar

Alguns já foram constatados com a doença e eliminados para evitar a cadeira de transmissão.

A Prefeitura Municipal de Pedro II por meio da Coordenadoria Municipal de Endemias está realizando coleta de sangue nos cães que aparentemente apresentam características suspeita de estarem com Leishmaniose.

A coleta está sendo realizada em cães que estão sendo trazidos até o PA, sede da Coordenação da Endemias, por informações ou quando os ACEs (Agente Comunitários de Endemias) ou os ACSs (Agentes Comunitários de Saúde), tomam conhecimento por meio das visitas domiciliares no dia a dia.

Segundo Rubens Galvão, que é o Coordenador de Endemias em Pedro II, essa coleta está acontecendo na cidade e em algumas comunidades rurais, pelo fato do município dispor desses kits de testes rápido e que os mesmos estão com sua validade próxima de vencer e para não haver desperdício estão sendo aproveitados como uma forma de conhecer como está o índice da Leishmaniose na população canina em nosso município, mesmo não tendo nenhum caso suspeito em humano. “Nesses testes rápido alguns cães foram positivos e enviado a sorologia para o LACEN fazer a análises do sangue para a confirmação da doença no cão. Após essa confirmação notificamos os seus donos e sacrificamos todos eles, porque é uma doença que não tem cura e nem tratamento no caso do animal e se o cão permanecer vivo ele vai proporcionar uma cadeia de transmissão infectando outros mosquitos que picam os hospedeiros da doença que são os cães, que terminam contaminando outros mosquitos e esses vão contaminar outros cães e pessoas”.

Já o programa o programa da Dengue no município, hoje a situação é bem diferente de quando a atual gestão iniciou o trabalho em 2017 na gestão atual do prefeito Alvimar Martins, porque o índice de infestação predial estava em 4,7% considerado de alto risco, porque estava acima de 4%. Depois, mesmo com a intensidade das chuvas esse índice foi diminuído para 2,5% e agora no quarto e último levantamento do LIRA (Levantamento de Infestação Rápido) está em 0,7%, menos de um 1%.

“É uma conquista por parte da gestão atual e da própria comunidade que tem colaborado em cuidar dos seus recipientes deixando todos tampados e não podemos deixar de citar uma parceria que o município tem com o Ministério Público, que tem contribuído na redução desses índices a bem da saúde da nossa população”. Disse Rubens Galvão.

Tatiana Galvão ressaltou a importância desse trabalho que é feito conforme a orientação do próprio Ministério da Saúde. “Nós temos procurado seguir à risca todas orientações que recebemos e com o apoio da gestão do prefeito Alvimar Martins, no cumprimento da realização desse trabalho estamos conseguindo quase zerar o índice de infestação predial da nossa cidade Pedro II com relação a Dengue”.  Pontuou Tatiana Galvão.

logomarca do portal meionorte..com