Valenciano Mata a Filha, atira na Ex-Mulher e se Suicida

Valenciano Mata a Filha, atira na Ex-Mulher e se Suicida

Agente penitenciário se mata, após atirar na ex-esposa, uma amiga e matar a tiros a filha de quatro anos de idade. O crime ocorreu na sexta-feira (22), na Rua Patativa, no bairro Pontal em Uberaba/ Minas Gerais

Conforme informações de testemunhas, o agente penitenciário José Euclides Alves Lima, 36 anos, não aceitando o fim do relacionamento com a ex-esposa, Audenice de Sousa Brito, 24 anos, chegou na residência da mesma, e logo foi entrando. Eram cerca de 20h45, quando o agente adentrou armado na casa com uma pistola Taurus, calibre 380 e começou a disparar contra Audenice. No momento, também estava na residência, a filha do casal, Lívia Sousa Alves, de 4 anos, e uma amiga da família, a manicure Jocelaine Ribeiro Martins Borges, 24 anos.

A ex-mulher de José Euclides correu para o interior do banheiro sendo seguida por ele que inicialmente tentou abrir a porta com chutes e não conseguindo, disparou 14 tiros (projéteis de arma de fogo calibre 380). Os tiros atravessaram a porta, atingiram Audenice no abdômen, dorso, braço esquerdo e mão direita. Percebendo que o carregador da pistola estava vazio trocou por outro cheio de munições que trazia no bolso. Enquanto isso a manicure correu para os fundos da residência com a criança nos braços, sendo perseguidas por José Euclides que passou a disparar tiros contra elas.

Depois de ver que acertou todos que estava na casa atirou contra a própria cabeça, caindo morto na área de serviço. A manicure sofreu perfuração na face, punho esquerdo e tórax. A criança sofreu perfuração no tórax e ainda foi socorrida pelo Samu com vida, porém sofreu parada cardiorrespiratória e morreu no Pronto-Socorro do Hospital Escola.

As duas mulheres ainda continuam internadas, porém a mãe da criança e ex-esposa ainda em estado grave. A reportagem do JORNAL DE UBERABA acompanhou a perícia técnica que teve seus trabalhos realizados pelo perito Antônio Carlos Jacques. Foi detectado que o agente penitenciário, que chegou ao local em uma motocicleta Honda 125, ainda estava de uniforme de trabalho. A arma foi recolhida, juntamente com os projéteis e cartuchos deflagrados.

O corpo de José Euclides, como da filha de 4 anos, assassinada por ele, foram levados para o Instituto Médico Legal, e ontem, na parte da manhã foram liberados. O corpo do agente penitenciário foi velado na capela do Hospital do Cemitério Medalha Milagrosa e em seguida transportado para sua cidade natal Valença do Piauí.

Já o corpo da pequena Lívia Sousa Alves foi velado no Cemitério São João Batista e sepultado às 19h de ontem.

O corpo de José Euclides chegou em Valença por volta da 7h: 30min da manha desta segunda-feira (25), e esta sendo velado na residência da família na Rua Deputado José Nunes bairro Amando Lima e será sepultado as 16hs no Cemitério do povoado Santa Rosa.

Fonte: Jornal de Uberaba