Evangélicos ou Católicos, quem está certo?

03 de Abril 2009 as 17:50
padre e pastor
Foto: www.googl.e.com/imag

O Brasil, país continental, como diz o próprio hino ''gigante pela própria natureza'', possui uma variedade cultural imensurável. No Brasil é livre o culto religioso, seja lá qual for a doutrina ou religião. Atualmente o país dispões de um enorme arsenal religioso, tendo o catolicismo e o protestantismo como as mais populares, atualmente há uma divisão clara entre católicos e evangélicos, ou seja o cristianismo em duas faces, cada uma pregando o caminho certo de se chegar a Deus, mas de fato quem realmente ta certo? E como surgiu essa separação, uma vez que jesus é um só e não dividiu nada?.

Bom, em primeiro lugar quero dizer que não há nada no mundo humano que a história não explique, e parando para analisar os contextos históricos das duas doutrinas não é nenhuma surpresa essa clara separação litúrgica e cultural.

A igreja católica surge aproximadamente no século III ou IV, após a queda do império romano e a acensão do feudalismo a igreja se fortalece, participando diretamente da política, a igreja se alia ao estado formando uma aristocracia eclesiástica. Na idade média central a igreja católica encontra seu apogeu e é a maior detentora de terras e poder político da época, e é responsável também pela coleta de dízimo. Com um tempo o poder da igreja vai se enfraquecendo e igreja cria as cruzadas, com o intuito de retomar a terra santa (Jerusalém), posteriormente cria a santa inquisição para combater a heresia, levando milhares de pessoas à fogueira e também a venda de indulgências, documento sacro, que livraria o fiel ou qual quer parente do purgatório, nessa mesma época um jovem padre chamado Martinho Lutero, observava tais questões e se perguntava: '' Meu irmão, doido, que moral esses caras tem pra livrar alguém do inferno, e ainda por cima cobrando e tal?'' , exatamente, Lutero começava a se questionar e levou a proposta ao papa para que se reformulasse o catolicismo, afim do bem estar dos fieis. Claro que Lutero não foi ouvido, muito pelo contrário foi cassado pela igreja católica, as idéias de Lutero se espalharam, era o início da reforma protestante, surgia a igreja evangélica, sem indulgências, sem abusos e sem celibato, Lutero traduziu a bíblia para o idioma alemão e defendia a tese de que todos têm o direito de ler e interpretar a palavra de Deus. É evidente que a igreja católica não iria ficar parada esperando Lutero revolucionar a cristandade e fez a contra reforma, mas... já era tarde o protestantismo se espalhou progressão geométrica. Por muito tempo vários conflitos entre as duas doutrinas repercutiram na história, e é notório a rivalidade dentre elas, tal como Brasil e Argentina ou palmeiras e Corinthians, na revolução gloriosa inglesa o fator religião influi diretamente no movimento revolucionário, uma vez que o parlamento protestante derruba o rei católico.

De fato ambas começam com uma ótima intenção, mas as idéias são distorcidas ao passar dos tempos, a igreja católica andou longe de seguir os ensinamentos de jesus e a protestante contemporânea indiretamente vende indulgência, só que com a tecnologia avançada o boleto chega em casa ou no e-mail. Não existe religiões certas ou erradas e sim pessoas que praticam ou não o bem, então seja na igreja (católica ou protestante), na umbanda, maçonaria ou em casa mesmo, o importante é a consciência e o próprio Jesus disse: '' O que te condenas não é o que entra, e sim o que sai''.

Daniel Cristovão