Mesmo algemado, preso foge da Penitenciária Irmão Guido

02 de Junho 2011 as 08:09

Um preso, apesar de algemado fugiu da Penitenciária Irmão Guido, que fica na rodovia BR-316, entre Teresina e Demerval Lobão. A fuga ocorreu na madrugada desta quinta-feira, quando os agentes penitenciários descobriram que os presos estavam tentando fugir do presídio, através de um túnel escavado no presídio.

Os agentes penitenciários descobriram que os presos tinha feito uma teresa (corda feita com lençóis) para subir e descer o muro da Irmão Guido.

Os agentes penitenciários e os policiais da Rone estão procurando o preso algemado na mata em torno da penitenciária.

Durante as buscas foi flagrado pelo Jornal Meio Norte o desperdício de alimentos na Penitenciária Irmão Guido. Os funcionários jogaram oito tambores de arroz, carne cozidos e cuscuz na carroceria de um pequeno caminhão.

O dono do caminhão disse que recolhe os alimentos e leva para a alimentação de porcos em Timon (MA).

Preso engana agente e foge da penitenciária Irmão Guido na capital

O detento e mais quatro companheiros de cela estavam planejando uma fuga durante a noite.

O preso que fugiu foi Marden Fonseca, de 25 anos, preso por homicídio.

Segundo e direção da Penitenciária Irmão Guido, ele conseguiu enganar o agente policial quando estava sendo transferido para Casa de Custódia. O detento e mais quatro companheiros de cela estavam planejando uma fuga durante a noite, mas o plano fora descoberto e a transferência providenciada.

O tenente Ancelmo Portela, gerente de Presídios da Secretaria de Justiça, disse que o preso estava sendo conduzido do pavilhão B para a área de transferência quando se desvencilhou de um agente e apreendeu fuga.

“Ele conseguiu se livrar da algema em uma das mãos e pulou o muro. Ele e mais três detentos estavam planejando uma fuga durante a noite, mas nós conseguimos descobrir horas antes”, afirmou o tenente Ancelmo Portela.

Marden Fonseca chegou a ser procurado dentro da mata no entorno do presídio, mas não foi encontrado.

È a terceira fuga na Penitenciária Irmão Guido desde janeiro deste ano,

João Batista Oliveira dos Santos, condenado por assalto, a 11 anos de prisão, que tinha fugido com mais dois na semana passada, e foi preso próximo à residência de familiares na região norte de Teresina.

No dia 27, José Ivan Soares da Silva, acusado de tráfico de drogas, se entregou voluntariamente e David da Silva acusado de assalto a mão armada, também foi recapturado.