10 dicas para manter o seu relacionamento durante e depois da folia!

Carnaval está chegando e é sempre bom ter dicas para não perder seu amor neste carnaval

A autora Rosana Braga destaca 10 regras importantes para manter seu relacionamento saudável durante e depois do Carnaval. Vamos a elas?

Os dias do Carnaval significam, para muitos casais, uma verdadeira prova de amor, ou talvez de fogo! Um quer sossego e o outro quer folia. Um quer ficar juntinho e namorar muito e o outro quer cair na avenida e curtir a maior farra do ano! E assim, com desejos e opiniões tão diferentes sobre o que fazer nesta época em que a tradição manda ?soltar os bichos? e liberar-se de todas as repressões, os casais podem viver sérios conflitos caso não consigam entrar num acordo e chegar a um consenso.

Se a relação for antiga, provavelmente um e outro já estão cientes de que enfrentarão reclamações, cobranças, desentendimentos e, em casos extremos, até um rompimento ? e mesmo que seja temporário, nem por isso é menos desgastante e dolorido. E se a relação for recente, surpresas desagradáveis podem surgir diante da divergência de ritmos e gostos.

Entretanto, tudo pode ser resolvido quando os dois levam em conta alguns detalhes que servem para salvar a relação. Inclusive, até mesmo o bom humor, a diversão e o feriadão podem ser mantidos com todas as suas vantagens e regalias se um e outro estiverem dispostos a conversar sobre o assunto, respeitar alguns limites e ceder um bocado!

A ordem é flexibilidade e diálogo. O famoso ?colocar-se no lugar do outro? deve ajudar bastante, tanto no caso de quem quer cair na folia quanto no caso de quem não quer. Mas para conseguir este feito tão nobre e, ao mesmo tempo, tão difícil, preparamos dez dicas preciosas! Afinal de contas, quando a gente ama, não quer chegar à quarta-feira de cinzas com um fardo de saudades e, principalmente, de arrependimento no coração e na alma, não é?

DEZ DICAS PARA MANTER ACESA A CHAMA DO AMOR NO CARNAVAL

1. Não evite ou ignore o assunto

Alguns casais, para adiar uma situação sabidamente delicada, preferem fingir que o assunto não existe. Isso não ajuda em nada; muito pelo contrário. Quanto mais demoram a falar sobre o que pensam e sentem em relação aos desejos de cada um, maior se torna o problema na mente dos envolvidos e mais complicado tende a parecer. Lembre-se que as diferenças e adversidades fazem parte de qualquer relacionamento e o quanto antes o casal sentar e conversar, mais facilmente chegará a um consenso.

2. Fale clara e objetivamente o que deseja

Evite ficar insistindo em cobranças e acusações. Delongas e lições de moral só servem para dificultar uma conversa que já exige bastante bom senso e maturidade. Vá direto ao assunto, usando o tom de voz mais tranqüilo que conseguir. Gritarias e alterações desgastam demais a conversa e podem enredá-la para uma briga desnecessária. Fale sobre o que pensa a respeito do assunto e como desejaria que resolvessem a questão, sempre deixando claro que também vai ouvir atentamente o que o outro tem a dizer.

3. Ouça de verdade

Existe uma diferença descomunal entre conversar com o outro para tentar compreender o que está acontecendo e encontrar uma solução razoável para os dois e conversar com o outro para tentar convencê-lo de suas razões individuais. Isto é, quem está realmente interessado em solucionar uma pendência, precisa estar disposto a ouvir o que o outro diz. Ouvir de verdade significa tentar entender o que o outro sente, quais são suas crenças e seus motivos. Mas bem pouco adiantará caso somente um dos dois faça isso. É preciso haver comprometimento de ambas as partes, porque é de amor que se trata tudo isso e não de egoísmo.

4. Considere a possibilidade de mudar de opinião

Algumas pessoas adotam uma opinião sobre determinado assunto e se recusam terminantemente a reconsiderar. Inflexibilidade, rigidez, teimosia e orgulho exagerado não combinam com amor e conciliação. Se você deseja realmente parar de brigar com quem ama e investir num relacionamento harmonioso e criativo, reflita um pouco mais... Se sempre foi para a avenida, talvez possa deixar de ir desta vez. E se nunca foi, talvez possa ir desta vez. Indo ou não indo, o Carnaval ainda pode ser uma grande festa; basta usar um pouco de sua imaginação.

5. Tente algo novo desta vez

Impor sua vontade sem enxergar o outro só demonstra imaturidade e falta de companheirismo. Essa não é uma tática inteligente e muito menos amorosa. Se deseja convencer a pessoa amada a não cair na folia ou, pelo contrário, a cair com você e se esbaldar, tente algo original. Um acordo que seja bom para os dois, um presente especial, uma nova forma de se comportar no dia a dia. Enfim, a gente sempre sabe como agradar o outro e, com um pouco de dedicação e ousadia, você pode reverter uma situação difícil e ainda ser romântico como nunca...

6. Pergunte-se sobre o que realmente importa para você

Muitas vezes, compramos uma briga que, no fundo, não valem à pena. Estamos acostumados a deixar o ego falar mais alto e achar que se ceder desta vez, o outro vai acostumar e nunca mais teremos voz ativa na relação. Isso é bobagem. Quando você se pergunta sobre o que realmente importa em sua vida, sobre o que realmente faz você feliz, termina descobrindo, na maioria das vezes, que as discussões e imposições só rendem aflição, raiva e tristeza. Portanto, mais do que querer dar a última palavra, procure apenas ser feliz e fazer o outro feliz!

7. Lembre-se de que o amor é uma escolha

Quando decidimos nos relacionar com alguém, estamos fazendo uma das escolhas mais importantes de nossa vida. Afinal, muito do estresse ou da alegria que experimentamos no dia a dia vem da qualidade do encontro a dois. Além disso, uma escolha sempre (sempre mesmo!) sugere abdicações e sacrifícios. Não se trata de abrir mão daquilo que você mais gosta, mas de ponderar sobre seus limites e sobre quanto vale fazer valer seu desejo ou render-se ao desejo do outro.

8. Seja justo e razoável

Por incrível que pareça, muitas pessoas ainda vivem sob a lei do ?faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço?. Assim, não há amor que resista! Se você pode e o outro não, ou se apenas um cede, vai chegar o momento em que sobrarão apenas mágoas e ressentimentos. O desequilíbrio é fatal para os relacionamentos. Procure ser justo e razoável naquilo que pede e, principalmente, em suas atitudes.

9. Evite preconceitos e não desenterre mágoas do passado

Se o assunto é sobre o que fazer ou o que não fazer durante o Carnaval, procure ater-se a ele. Muitos casais resolvem falar de uma determinada situação, mas já estão com tantas pendências e tantos assuntos não conversados que o que era apenas para decidir sobre o feriado transforma-se numa horrenda e mega ?DR?. Além disso, não seja preconceituoso, considerando como ?isso ou aquilo? quem gosta de Carnaval ou quem não gosta. Lembre-se: cada pessoa é única e se você realmente ouviu sobre o que o outro sente, saberá disso!

10. Confiança e respeito são vitaminas essenciais ao amor

Se você se propôs a ler esse artigo, suponho que ame a pessoa com quem se relaciona e não gostaria de magoá-la por querer ou não querer cair na folia durante o Carnaval. Mas de nada adiantaria ler tudo isso se não estiver disposto a manter a confiança e o respeito onde quer que esteja, e faça o que fizer. Pular Carnaval estando comprometido não significa aval para mentir, enganar ou descumprir o que for combinado. A confiança e o respeito são imprescindíveis, até mesmo curtindo a maior folia do ano ? a dois ou em plena avenida...

AGORA, É SÓ IR PRA PRÁTICA E CAIR NA FOLIA!!!!

Fonte: MSN/Paquera