"A maconha ajudou a minha música" diz cantor Gilberto Gil

"A maconha ajudou a minha música" diz cantor Gilberto Gil

Ainda falando sobre drogas, o baiano afirmou que é a favor da legalização desses tipos de substâncias.

O cantor Gilberto Gil, 71, abriu o jogo e revelou que o uso da maconha já o auxiliou no seu trabalho como músico.

"A maconha ajudou a minha música, sempre digo isso com toda a certeza. A maconha me ajudou pela criatividade, pelo modo do seu uso. Para o tipo de uso que eu queria fazer, ela me ajudou, sim", disparou o famoso à revista "Quem".

Ainda falando sobre drogas, o baiano afirmou que é a favor da legalização desses tipos de substâncias. "A legalização é mais benéfica do que a manutenção das drogas como questão criminal. Os malefícios causados pela criminalização são maiores do que os malefícios causados pelo uso. O uso monitorado, transformado em questão de saúde pública, diminuiria os malefícios na segurança pública", opinou.

Em plena atividade aos 71 anos de idade, Gilberto Gil também comentou como faz para cuidar da saúde. "Faço o que for preciso para ficar mais bonito. Não chego a ser metrossexual, pelo que sei dessa definição. Não chego a tanto (risos). Gosto de manter o peso adequado, a musculatura em forma e faço ginástica". Apesar disso, o cantor disse que nunca se deixou dominar pela vaidade. "Guardo minha vaidade no espelho do meu quarto".

Fonte: Yahoo