Acidente com Shaolin completa dois anos; esposa diz que marido se esforça para falar

Acidente com Shaolin completa dois anos; esposa diz que marido se esforça para falar

Esposa de Shaolin, Laudicéia Veloso, diz que o marido luta para voltar a falar

Dois anos após o acidente que deixou em coma o humorista Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, o estado de saúde dele não passou por grandes mudanças, mas a família continua confiante de sua plena recuperação e retomada das atividades. Através das redes sociais, a esposa do artista, Laudicéia Veloso, procura sempre manter atualizados amigos e fãs acerca da evolução do tratamento do "guerreiro", como ela carinhosamente o chama. Nesta sexta-feira (18), comunicou que Shaolin está resistindo a utilizar o aparelho que ganhou da apresentadora Ana Hickman, através do qual poderia se comunicar pela leitura ótica. Para Laudicéia, esse é um sinal de que ele está se esforçando para utilizar a própria voz.

De acordo com a esposa, Shaolin fecha os olhos quando o aparelho é aproximado. Os médicos aconselharam a família a não forçá-lo, e Laudicéia afirmou que, pelo que conhece do marido, ele não deseja falar através de uma máquina. "É preciso respeitar o tempo dele. Eu sinto que ele está tirando forças do além para conseguir falar e, em algum momento, ele vai fazer isso", comentou em um de seus posts.

Durante a visita da amiga e apresentadora Ana Hickman, Shaolin chegou a se comunicar através do Tobii, aparelho que tem origem sueca e já é utilizado por muitos pacientes em estado de coma no mundo inteiro. Segundo o ex-empresário e cunhado de Shaolin, Ricardo Santos, ele mostrou ter reconhecido todos ao redor e ainda respondeu que está triste por não conseguir se comunicar como gostaria.

Desde o acidente, Shaolin é acompanhado por uma equipe de mais de dez profissionais de saúde, entre neurologistas, neuropsicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, ortopedistas e nutricionistas. Ele se recupera em casa, na cidade natal de Campina Grande (PB) e, mesmo com o suporte médico, a esposa não sai de perto dele.

JULGAMENTO - Em novembro de 2012, o motorista acusado de haver provocado o acidente que vitimou Shaolin, Jobson Clemente Benício, de 33 anos, foi julgado e condenado a dois anos de detenção, além de ter o direito de dirigir suspenso. Por ser réu primário, a pena de Jobson foi substituída por igual período de prestação de serviços comunitários. A família de Shaolin não quis recorrer da decisão.

O acidente aconteceu no dia 18 de janeiro de 2011 na BR-230, na região de Mutirão, município próxima a Campina Grande, na Paraíba, em 18 de janeiro de 2011. O comediante dirigia no sentido São José da Mata quando o caminhão dirigido por Jobson Benício, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo dele.

Jobson só teria se apresentado à polícia dois dias após o fato. Como livrou o flagrante, prestou depoimento e foi liberado para responder em liberdade. Durante o processo de julgamento, foram ouvidos policiais rodoviários federais, médicos do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que prestaram os primeiros socorros a Shaolin e pessoas da comunidade local que teriam presenciado o ocorrido. Todas as testemunhas afirmaram que o motorista foi o responsável pela colisão.

Fonte: UOL