Adolescente de 17 anos dá à luz gêmeas siamesas em Minas

Adolescente de 17 anos dá à luz gêmeas siamesas em Minas

Estima-se que a probabilidade de ocorrência do caso é de apenas um em cada 40 mil nascidos.

Um caso raro da medicina mobiliza equipes médicas da Santa Casa de Belo Horizonte (MG). Estão internadas no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) infantil da unidade as gêmeas siamesas que nasceram no último dia 9 de junho, em Timóteo (216 km da capital). As meninas são unidas pela região do abdômen.

Segundo o Hospital e Maternidade Vital Brazil São Camilo, estima-se que a probabilidade de ocorrência do caso é de apenas um em cada 40 mil nascidos. O caso das meninas é denominado "omphalópagus", quando se dividem partes do intestino e do fígado.

O pai das meninas, o pintor Renato Bragança, 23, disse que foi informado em Belo Horizonte, depois de um eletrocardiograma feito pelas filhas, sobre o coração também estar unificado, mas a Santa Casa não confirma a informação.

As meninas passaram por uma avaliação nesta terça-feira (14) e, segundo o boletim médico do hospital, ?as gêmeas conjugadas são portadoras de uma cardiopatia congênita complexa?.

As recém-nascidas apresentam quadro estável, recebem oxigênio por catéter nasal, respiram espontaneamente e a dieta é feita por sonda. Ainda de acordo com o boletim, assinado pela médica Ana Adalgisa de Oliveira Borges, as meninas estão com as funções fisiológicas preservadas.

De acordo com a maternidade Vital Brazil São Camilo, a mãe das crianças, uma adolescente de 17 anos, não sabia que estava esperando siamesas. As meninas nasceram às 23h da última quinta-feira (09).



Fonte: UOL