Adolescentes estão deixando o Facebook

A rede está perdendo seu apelo entre os mais jovens

Apesar de ser a rede social mais popular do mundo, o Facebook está vivenciando um ?êxodo? de usuários, especialmente na faixa dos 13 aos 17 anos.

Dados levantados pela empresa eMarketer ? a partir de um estudo feito pela pesquisadora OTX e pelo site de jogos de moda Roiworld, em abril, mostraram que cerca de 29% dos adolescentes cadastrados na rede deixaram de usá-la ou acessaram menos seu perfil naquele mês.

Além disso, 9% deixaram completamente o Facebook, o que pode ser um número bom, quando em comparação com a taxa de abandono da rede MySpace, que é de 22%, ou mesmo com o YouTube e o Twitter, que possuem taxa de 15%. O êxodo da rede aumentou recentemente, com 2/3 das saídas ocorrendo nos últimos seis meses.

A razão mais popular para deixar o Facebook, escolhida por 45% dos adolescentes pesquisados, é que a rede se tornou tediosa ou não mais atrativa, enquanto 28% encontrou outros sites mais interessantes para visitar.

O alto número de e-mails e notificações recebidas ocupou o terceiro lugar, com 27% dos votos. Outros motivos mencionados foram a falta de aderência dos amigos, a grande quantidade de anúncios e encontrar os pais cadastrados, informam os gráficos do eMarketer.

Ao contrário do esperado, a privacidade dos usuários não é um fator de preocupação entre os adolescentes pesquisados, sendo razão de abandono apenas para 13%, que afirmaram estar desconfortáveis com o compartilhamento de informações, aponta o site TechRadar.

Manter o interesse dos usuários mais jovens é importante tanto para o Facebook quanto para os anunciantes da rede, e uma boa maneira é investir nos jogos sociais, como o FarmVille ou Mafia Wars. Tais jogos estimulam a participação dos usuários e seus amigos, e já contam com a adesão de 73% dos internautas entre 13 e 17 anos ? sendo que 81% dos adolescentes com perfil no Facebook também jogam. O tempo passado nesses games também deve ser considerado: foi calculada uma média de sete horas semanais.

Fonte: IG