7 atitudes que potencializam o orgasmo

7 atitudes que potencializam o orgasmo

7 atitudes que potencializam o orgasmo

A relação sexual é como uma dança entre duas pessoas: a aproximação começa com a troca de olhares, evolui para o toque e, posteriormente, são os corpos que se comunicam. Enquanto o auge do bailado pode acontecer a qualquer momento, o êxtase do sexo vem no final, com a sensação de satisfação proveniente de um orgasmo. Mas este excelente desfecho nem sempre acontece, principalmente para as mulheres. Ele também pode oscilar entre ocasiões em que o prazer é mais intenso e outras em que é bem suave. Para aumentar a frequência e intensidade do prazer final, preparamos um guia com o objetivo de potencializar o orgasmo. Confira e nunca mais tenha uma noite de sexo morno. ­­­­­­

Desmistifique O orgasmo não acontece em todas as relações sexuais de todas as mulheres. Tudo bem. Afinal, ele é apenas o resultado de um encontro sexual prazeroso por si só. ‘Ele não deve ser entendido como um prêmio a ser buscado ou alcançado ao final do encontro sexual’, explica a ginecologista Andréa Rufino, da comissão de sexologia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. ‘A preocupação em senti-lo traz ansiedade, que dificulta o relaxamento e a entrega’. 

Use os cinco sentidos A chegada do orgasmo está ligada a uma fase de desejo e excitação preliminares. ‘Todas as formas de comunicação entre o casal podem funcionar como estímulos sexuais: a troca de olhares, a visão e o gosto do corpo do outro, o toque, os sons emitidos, as palavras trocadas e os cheiros’, explica Andréa Rufino. Portanto, a intimidade sexual que resulta dessa comunicação favorece a excitação e potencializa o orgasmo. 

Estimule as zonas erógenas Esses locais do corpo respondem de forma mais intensa aos estímulos sexuais e, por isso, quando são tocados aumentam a excitação sexual. Mas é importante lembrar que não há zonas erógenas fixas, muito menos iguais para todas as mulheres. ‘O corpo todo é excitável quando estimulado em intensidade e tempo adequados’, explica Andréa. ‘Ao mesmo tempo, é interessante notar que cada encontro sexual é único e novas zonas erógenas podem ser descobertas e estimuladas’. 

Descubra a melhor posição Não existe regra, cada mulher sente prazer de uma maneira, portanto, cada uma gosta mais de uma, duas ou mais posições. ‘O interessante é que cada pessoa possa descobrir o que a estimula sexualmente, além de perceber as sensações do próprio corpo a esses estímulos e, por fim, que posições a estimulam e a agradam mais’, recomenda a ginecologista Andréa Rufino. 

Lubrifique A melhora da lubrificação pode favorecer um melhor deslizamento entre pênis e vagina e tornar a prática sexual mais prazerosa. Além disso, os lubrificantes apresentam textura e sabores variados, que podem despertar os sentidos para o tato, olfato e o sabor.

Fantasie As fantasias sexuais são potentes estimulantes do desejo, ajudam a despertar a excitação e a propiciar o orgasmo. Elas também podem ser um ótimo antídoto contra a monotonia sexual. De acordo com a ginecologista, os fetiches são experiências individuais que podem ou não ser vivenciadas na prática para desempenhar seu papel de estimulante da sexualidade. 

Use brinquedos sexuais Há uma variedade de brinquedos sexuais que podem intensificar a excitação, melhorar o autoconhecimento do corpo, favorecer a descoberta de novas zonas erógenas e a masturbação, quebrar a monotonia sexual e trazer o lúdico para o encontro sexual. 

Fonte: bolsademulher