Conheça 5 zona erógenas nada óbvias para explorar nas mulheres

zonas erógenas femininas mais conhecidas são seios, pescoço

As zonas erógenas femininas mais conhecidas são seios, pescoço, orelhas, e virilha, dentre outras. Porém, essas não são as únicas partes do corpo da mulher que merecem atenção especial quando a intenção for excitá-la.


Image title

Outras regiões são igualmente sensíveis e provocam uma excitação gradativa conforme vão sendo acariciadas. O casal Eme Viegas e Jaque Barbosa, experts em sexo e autores do livro Mulheres Boas de Cama e do site Casal Sem Vergonha, elaboraram uma lista com 4 dessas áreas e ainda ensinam a melhor forma de tocar cada uma delas. Confira e deixe a imaginação fluir:

Palmas das mãos – “Brincar com os dedos e as palmas das mãos é uma boa forma de começar a deixar a parceira mais sensível”, sugere o casal, indicando que a carícia seja feita das pontas dos dedos até os ombros. Outra sugestão é beijar as mãos da parceira enquanto mantém contato visual, ou ainda passar a mão dela pelo seu corpo.

Cabelos – o cafuné provoca excitação e relaxamento ao mesmo tempo. Outra carícia que desperta o desejo é dar leves puxões no cabelo, tomando cuidado para não machucar.

Atrás das articulações – a parte de trás do joelho é bastante sensível e pode provocar sensações gostosas e diferentes. Se ela tem cócegas, comece com toques suaves, como uma massagem nas pernas. Acessórios como pedras de gelo e plumas também são bem-vindos.

Coxas – a parte interna das coxas é uma das regiões mais erógenas do corpo da mulher. Isso porque está muito próxima das terminações nervosas presentes nos órgãos genitais. Você pode começar as carícias por cima da roupa mesmo, para esquentar o clima.Conheça 5 zona erógenas nada óbvias para explorar nas mulheres


Fonte: Com informações da Bolsa de Mulher