Médicos salvam vida de homem depois de ereção de 21 dias

Homem sofreu do problema conhecido como priapismo, que é quando o sangue do pênis não retorna

Os médicos salvaram a vida de um indiano que ficou três semanas com o pênis ereto. O homem tinha 55 anos e não tomou Viagra.

Como o homem, que não teve o nome revelado, demorou 21 dias para procurar a ajuda médica, ele acabou por ficar impotente para o resto da vida. ?"O tratamento tem que ser solicitada no prazo de seis horas, caso contrário, poderia até mesmo levar à morte, além da degeneração do pênis?, afirmou o médico.

As ereções que passam de uma hora não são normais e os homens devem estar atentos.

O motivo do pênis ter se mantido ereto por tanto tempo é uma doença chamada de priapismo. Durante esse caso clínico ? que é raro -, o fluxo de sangue para e não consegue voltar ao corpo. Isso significa que não há troca de nutrientes e nem de oxigênio na região.

Em casos mais graves, até mesmo a remoção do pênis é necessária.

Fonte: Abril, www.abril.com.br