""Não considero agressivo ficar nua"", diz atriz da Record sobre cenas de sexo no cinema

Meio menina, meio mulher, Letícia se veste de Lolita com toques de Íris

Let?cia Colin jamais se esquecer? deste ano. Al?m de ter entrado 2008 com 18 (ela faz anivers?rio dia 30 de dezembro), a atriz ganhou dois presentes: a personagem Vivi, de Chamas da Vida, e Maria Cec?lia, a protagonista da refilmagem de Bonitinha Mas Ordin?ria, cl?ssico de Nelson Rodrigues com dire??o de Moacyr G?es. "Estou muito feliz, me apaixonei pela Maria Cec?lia. Ela ? muito atirada, entregue, intensa e impulsiva", elogia Let?cia.

Em ambas as tramas temas fortes, como pedofilia (Chamas da Vida) e estupro (Bonitinha Mas Ordin?ria), s?o mostrados. No filme, que vai estrear em janeiro, ela enfrentou o desafio de fazer uma cena na qual a personagem ? violentada por cinco homens. "Encarei com serenidade. O corpo ? instrumento do ator para contar hist?rias. Tem que ter tenacidade e elasticidade. N?o considero agressivo ficar nua".

Meio menina, meio mulher, Let?cia se veste de Lolita com toques de ?ris, antol?gico personagem de Jodie Foster no filme Taxi Driver, de 1976. O ateli? e os quadros da artista pl?stica Isabela Francisco foram cen?rio para que a atriz posasse com pe?as rom?nticas e sensuais, como vestidinhos florais e meias soquetes usadas com sapatos-boneca.

Fonte: Terra, www.terra.com.br