Senador renuncia após manter relações sexuais com estagiária

Casado e pai de dois filhos, o republicano Paul Stanley escreveu a carta-renúncia

Um senador do estado do Tennessee, nos Estados Unidos, renunciou ao cargo após ter um caso extraconjugal com uma estagiária que parou nas páginas policiais.

Casado e pai de dois filhos, o republicano Paul Stanley escreveu a carta-renúncia na terça-feira (28). ?Por conta dos recentes acontecimentos, eu decidi manter toda a minha atenção em minha família?, disse ele.

O caso ganhou proporções após o legislador de 47 anos ter relações sexuais com a estagiária McKensie Morrison, de 22 anos. Com o caso, o namorado dela, Joel Watts, de 27 anos, resolveu chantagear o senador e exigiu US$ 10 mil (menos de R$ 20 mil), em abril, ameaçando divulgar fotos explícitas do encontro com McKensie no apartamento de Stanley.

?Bom dia senhor, como está o seu dia? McKensie e eu conversamos e eu sinto ter um vídeo e algumas fotos que você poderia estar interessado em ver?, disse Watts, segundo documentos publicados pela agência de notícias ?Associated Press?.

Ao invés de responder ao chantagista, o senador foi até a polícia pedir ajuda. Investigadores, então, disseram para ele entregar o dinheiro para Watts. O encontro aconteceu em abril em um restaurante mexicano, quando ocorreu o flagrante de extorsão.

Tanto Morrison quanto Watts foram detidos. Morrison é casada com um homem que está preso na Flórida e condenado a sete anos de prisão, mas que pediu o divórcio recentemente. Watts afirmou para uma rede de TV local que Stanley tirou vantagem do cargo para ter relações com a namorada.

O senador foi eleito para a função em 2006 e era conhecido no estado por sua luta contra a adoção de crianças por casais

Fonte: g1, www.g1.com.br