Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Suco de tomate pode ajudar a prevenir infertilidade nos homens

O estudo usou como voluntários 54 homens entre 26 e 50 anos

Suco de tomate pode ajudar a prevenir infertilidade nos homens
1 | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Uma pesquisa conduzida por cientistas japoneses e publicada no Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition concluiu que o suco de tomate ajuda a aumentar os níveis de esperma em homens inférteis ou com fertilidade reduzida

Combater a infertilidade talvez não seja uma causa tão perdida assim. Pelo menos é o que indica um estudo de pesquisadores do Centro de Infertilidade da Universidade Internacional de Saúde do Japão que concluiu que o suco de tomate ajuda a aumentar a contagem de esperma em homens que têm pouca ou nenhuma fertilidade.

O estudo usou como voluntários 54 homens entre 26 e 50 anos com níveis de esperma inferiores a 20 x 106/mL e/ou motilidade dos espermatozóides inferiores a 50%, que se encaixam em um quadro de fertilidade baixa ou de  infertilidade .


A um dos grupos de participantes, os cientistas deram 190 mL de suco de tomate com 30 mg de licopeno -pigmento vermelho com propriedades antioxidantes encontrado em alimentos como tomate, melancia e damasco - 12 semanas. Outro grupo recebeu apenas antioxidante e um terceiro não bebeu nada, serviu somente como controle.

Os níveis de esperma e de licopeno no líquido seminal foram medidos em intervalos de 6 semanas (uma vez antes, uma durante e outra depois do período de alimentação).

No final do estudo, os cientistas concluíram que o consumo do suco de tomate de fato ajudou os homens daquele grupo a aumentarem a motilidade do esperma (ou seja, a facilidade com que o esperma se move).

Porém, eles não afirmaram como funciona este processo de fato, embora admitam suspeitar que o licopeno esteja envolvido. Os cientistas disseram, na conclusão, que "pretendem conduzir um estudo interventivo em larga escala" para chegarem a resultados mais concretos.

Mas não é apenas o consumo regular de tomate que tem um impacto sobre a fertilidade masculina - e feminina também. Vários outros fatores alimentares estão envolvidos nessa questão, como explica a médica Maria Cecília Erthal, especialista em reprodução humana assistida do Vida - Centro de Fertilidade.

Por exemplo, o consumo excessivo de carboidratos e até mesmo de cafeína e bebidas alcoólicas podem interferir nesse aspecto da vida, reduzindo a qualidade e quantidade dos gametas (óvulos no caso das mulheres e espermatozóides no caso dos homens).

"A alimentação influencia no funcionamento do nosso organismo como um todo, inclusive dos órgãos reprodutivos. Bons hábitos alimentares contribuem para um funcionamento equilibrado do aparelho reprodutor", afirma a médica.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto