Você sabe identificar quando seu parceiro fingiu um orgasmo? dicas!

Simular orgasmo é prática comum entre parceiros


Image title

Segundo o médico Abraham Morgentaler, especialista em disfunções sexuais masculinas que passou 25 anos estudando o orgasmo do homem, um terço deles finge o clímax quando perde a ereção para não magoar os sentimentos da parceira. Muitas mulheres podem achar que a farsa é fácil de deflagrar, mas, segundo os dados reunidos pelo pesquisador, dois terços das parceiras nem desconfia quando isso acontece.

Apesar de a incapacidade de atingir o orgasmo estar geralmente relacionada ao estado físico e emocional de cada um e não diretamente à pessoa com quem estão, homens e mulheres tendem a levar para o lado pessoal quando o parceiro ou parceira não chega ao clímax. Para evitar mágoa, ambos acabam fingindo o prazer, prática que gera insatisfação (própria) e pode virar um hábito.

Será que você está no grupo das mulheres que não nota o orgasmo falso do parceiro? Confira na galeria as principais evidências de que isso aconteceu – e lembre-se que manter um diálogo franco é sempre o melhor caminho para resolver e evitar conflitos no relacionamento:

1 -Se você já fingiu um orgasmo na vida, provavelmente conseguirá deflagrar uma possível farsa do parceiro, já que as evidências são parecidas. A primeira delas são gemidos e grunhidos exagerados, diferentes do comum e similares aos de filmes pornô

2 -  Logo antes de gozar, ele subitamente trocou a posição e ficou atrás de você. Isso porque, desta forma, é mais fácil fingir, pois você não está vendo a expressão dele. Além disso, ele consegue sair da cama antes que você veja a “prova do crime”: o preservativo.

3 -   Esta é, inclusive, a próxima evidência: ele se apressou a jogar a camisinha fora, ou pior: jogou na privada e deu descarga, o que não costuma fazer.

4 -  O pênis continua ereto: isso pode ocorrer mesmo que ele tenha tido um orgasmo, mas é raro. Na grande maioria dos casos, homens na fase adulta perdem a ereção após gozar.

5 -  O comportamento pós-sexo dele é diferente: ele geralmente te abraça até vocês adormecerem, mas desta vez está falante e ativo; ou então costuma conversar um pouco antes de dormir, mas hoje “desmaiou” imediatamente.

Fonte: Bolsa de Mulher