Agenda de Teresina: Casa da Cultura disponibilizará curso de cinema

As aulas se iniciam em fevereiro, também aos sábados pela manhã.

Nos segundo e terceiro sábados de janeiro, dias 16 e 23, a Casa da Cultura de Teresina realizará, das 10h às 13h, seleção presencial para a nova edição do Curso de Cinema Pela Lente. Ministrado pelo crítico e cineasta Monteiro Júnior, as aulas se iniciam em fevereiro, também aos sábados pela manhã. Além disso, surpresas aguardam os selecionados.

Casa da Cultura de Teresina oferta curso de cinema
Casa da Cultura de Teresina oferta curso de cinema

“Nossa intenção é realizar um curta-metragem de 12 a 15 minutos, inteiramente produzido pelos participantes do curso”, esclarece Monteiro Júnior. “Por isso a seleção. Na verdade, será uma conversa com cada interessado para discutir questões como aptidões e disponibilidade, lembrando que todo o processo, aulas e práticas, deve durar seis meses.”

Para concorrer a uma das 20 vagas ofertadas, não é necessário ter experiência no campo do audiovisual, embora seja um bônus a quem deseja atuar na câmera/fotografia e edição. “O importante é ter idade mínima de 16 anos, vontade de entrar nesse maravilhoso mundo da sétima

arte e alguma inclinação para as áreas de direção, produção, roteiro, direção de arte, fotografia, montagem, figurino, trilha sonora e atuação”, ressalta Monteiro. Qualquer dúvida, os interessados podem escrever para [email protected] ou se dirigir à própria Casa da Cultura.

Realizado pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Monsenhor Chaves, o Curso de Cinema Pela Lente faz parte da agenda cultural de Teresina.  Além disso, completa em 2016 seis anos tentando suprir a carência por uma graduação em cinema no Estado do Piauí. Dentro do curso já foram produzidos dois curtas metragens, “A Todo Custo” (2012) e “Anverso” (2013).

Crítico de cinema durante 15 anos e autor de três livros, Monteiro Júnior realizou, até o momento, três filmes, entre curtas e longas metragens. O último, “Qualquer Hora Dessas” (2012), foi selecionado em festivais nacionais, como o Festival de Cinema de Maringá-PR, além de ter recebido três Cactos de Ouro no Festival Nacional de Cinema dos Sertões: Melhor Filme – Júri Popular, Melhor Roteiro (Monteiro Júnior) e Melhor Atriz (Jarleni Silva).

Fonte: Ascom