Rebelião termina com 28 mortos no Maranhão.Veja!

Os presos renderam na segunda-feira o agente penitenciário durante uma revista

A rebelião no Presídio São Luís, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital do Maranhão, iniciada às 9h de segunda-feira, terminou por volta de 13h desta terça-feira. Segundo o secretário de segurança, no total foram 18 mortos nos dois presídios e todos os reféns e armas foram liberados.

Os presos renderam na segunda-feira o agente penitenciário durante uma revista, tomaram sua arma e iniciaram a rebelião. Baleado na perna e na coluna cervical, o funcionário foi liberado por volta das 11h30 de segunda-feira e encaminhado ao hospital. Seu estado de saúde é estável. Os presos foram assassinados por seus próprios companheiros, sendo que três deles foram decapitados.

Nesta terça-feira, por volta das 9h30 (8h30 local), foi iniciado um outro motim, onde foi registrado um tiroteio. Mas, às 10h, o motim já havia sido controlado em uma das alas.

As autoridades maranhenses atribuíram o motim ao "estado de tensão permanente" entre facções criminosas, que é alimentado pelo problema de "aglomeração" comum à maioria das prisões brasileiras, segundo a nota do governo do Estado do Maranhão. O presídio, que tem capacidade para abrigar 220 pessoas, é ocupado por 204 apenados, segundo a SSP.

Fonte: Terra, www.terra.com.br