Após sequestro-relâmpago, Adriana diz que pretende se mudar

"Sei que a violência está em todo lugar. Mas ali não quero mais ficar", diz a ex-BBB, que se refugiou na casa da mãe, na Região Norte do Rio.

Após ter sofrido um sequestro-relâmpago no bairro onde mora, no Recreio, Zona Oeste do Rio, a ex-BBB Adriana disse que pretende se mudar do local. Ainda muito assustada, ela diz que não se sente mais segura no bairro, que tem registrado muitos casos de violência. "Ainda não sei para onde devo me mudar. Sei que a violência está em todo lugar. Mas ali não quero mais ficar", diz.

Três dias após ter ficado 1h30 sob a mira de bandidos, na última sexta-feira, 6, quando foi agredida na cabeça com uma arma, sofreu ameaça de morte e teve seus pertences e carro levados, Adriana ainda tem pesadelos. "É tudo muito recente. Acordo no meio da noite chorando. Mas não quero ficar com traumas, não quero passar por psicólogo. Quero me apegar na proteção de Deus", afirma ela, que esteve na missa com uma amiga neste domingo, 8, em Campos, onde sua mãe mora, na Região Norte do estado do Rio.

Segundo a polícia, ainda não há notícias sobre os bandidos. O carro também não foi encontrado. "O policial me garantiu que vai entrar em contato assim que tiver maiores informações. Mas é aquilo, os bandidos eram menores de idade. Se forem pegos, vão ser soltos logo depois".

Por enquanto, Adriana tem tido o apoio de familiares e amigos. O noivo, o ex-BBB Rodrigão, está viajando a trabalho. "Ele está muito nervoso, queria cancelar seus compromissos e vir para cá. Mas eu disse que não precisava, que estava tudo bem".

Aos poucos, a ex-BBB quer retomar sua rotina. "Fico pensando no que poderia ter acontecido e felizmente não aconteceu. Eles diziam o tempo todo que iriam me matar, não conseguiram o dinheiro que queriam. Eu tinha certeza de que iria morrer. Mas só levaram coisas materiais, tudo conseguido com muito sacrifício, mas isso a gente recupera".


Após sequestro-relâmpago, Adriana diz que pretende se mudar

Fonte: EGO