Após ser hackeado, Twitter de site de notícias diz que Justin Bieber é gay

Site perdeu quase todos os seguidores após falar do cantor canadense

O Twitter do site E! Online foi hackeado neste sábado (4), publicando uma mensagem afirmando que Justin Bieber era gay. O falso anúncio dizia que o cantor canadense havia falado, com exclusividade para o site, sobre sua homossexualidade.

"Exclusivo: Justin Bieber para ao E!online: Sou gay", dizia a mensagem no Twitter. Em seguida, foi publicado no microblog uma notícia de que Selena Gomez, ex-namorada de Bieber, apoiava a decisão do cantor. "Exclusivo: Selena Gomez diz ao E! que apoiará Justin completamente após ele sair do armário".

A conta foi hackeada pelo grupo Syrian Electronic Army, que mais tarde anunciou a ação no próprio Twitter do E! Online. "O Syrian Electronic Army esteve aqui! Fãs de @justinbieber, vocês foram enganados pelo @Official_SEA12 #SEA". Ao retomar o poder da conta, o E! Online publicou: "Esta conta @eonline foi comprometida e algumas informações incorretas foram enviadas. Estamos trabalhando com o Twitter para consertar isso".

De acordo com o site Twitter Counter, que mostra estatísticas do Twitter, o E! Online perdeu praticamente todos os seus seguidores no fim de semana. Na sexta-feira (3), mais de 5 milhões de pessoas seguiam o Twitter do E! Online, número que caiu para apenas 376 no início da tarde deste domingo (5).

Fonte: G1