Ataques matam 24 na abertura de eleição no Iraque

Ataques matam 24 na abertura de eleição no Iraque

Mais de 40 pessoas ficaram feridas em explosões de bombas e granadas

elo menos 24 pessoas morreram, neste domingo (7), durante a votação das eleições parlamentares no Iraque. Mais de 40 pessoas ficaram feridas nas explosões de bombas e granadas que ocorreram após a abertura dos colégios eleitorais, a partir da 1h (horário de Brasília) deste domingo, 7h no horário local.

No país, está proibida a circulação de veículos desde a noite de sábado (6) até a madrugada de segunda-feira (8) para prevenir distúrbios durante as eleições.

Entre as vítimas, quatro pessoas morreram e seis ficaram feridas em uma explosão que atingiu um prédio residencial, em Bagdá. Uma segunda explosão destruiu outro prédio e matou pelo menos 12 pessoas. Oito ficaram feridos. As razões que teriam levado à explosão desses edifícios não foram divulgadas.

A segurança foi reforçada em todo o país: a fronteira com o Irã foi fechada e milhares de soldados foram destacados para acompanhar a votação em várias localidades. Antes de entrar nos postos de votação, iraquianos são revistados.

Eleições

Cerca de 19 milhões de iraquianos estão aptos a votar, dentre uma população aproximada de 30 milhões de pessoas.

Mais de 6 mil candidatos nomeados por 86 entidades políticas disputam 325 cadeiras no Conselho Representativo. Nas eleições de 2005 eram 275 cadeiras. Do total de candidatos, 1,7 mil mulheres disputam 81 cadeiras.

Esta é a segunda eleição parlamentar no Iraque desde a invasão liderada pelos Estados Unidos, em 2003, que derrubou o então presidente Saddam Hussein. A primeira eleição, em 2005, levou Nouri Maliki ao cargo de primeiro-ministro.

Fonte: g1, www.g1.com.br