Ator é exonerado de cargo por ter feito um filme erótico no PR

Ator é exonerado de cargo por ter feito um filme erótico no PR

Ator foi nomeado chefe do escritório do Instituto Ambiental do Paraná

O ex-chefe da regional de Cascavel do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Valter Pagliosa, afirmou, nesta terça-feira (12) , que achou injusta a demissão do cargo por já ter protagonizado um filme erótico. "Não vejo problema nenhum. Não me arrependo de nada. Sou uma pessoa muito séria e quem me conhece sabe disso", afirmou.

Valter Pagliosa foi nomeado no começo do ano. O nome dele foi indicado pelo deputado estadual Adelino Ribeiro (PSL), que compôs a coligação que elegeu o governador Beto Richa. "Filme erótico não tem nada a ver com filme pornô, não tem sexo explicito", argumentou Pagliosa, que trabalhou como ator durante dois anos e meio tanto em filmes como em peças teatrais. Ele afirmou também ter formação técnica na área ambiental.

O secretário-chefe da Casa Civil do Paraná, Durval Amaral, explicou a exoneração. "Houve uma nomeação, automaticamente a quebra de confiança porque em informações anteriores isso não constava no currículo (a participação em um filme erótico) do pretendente ao cargo. O governo é pró-ativo, exonera e vai colocar alguém competente para exercer as funções".

Fonte: Globo, www.globo.com