Atriz de "Fina" se classifica em 1º lugar geral no vestibular da Uerj

Bianca Salgueiro, a Carolina da novela, estudou nos intervalos de gravação.


Atriz de

Atriz de

A atriz Bianca Salgueiro, de 18 anos, vai muito além na vida real do que sua personagem Carolina, da novela "Fina estampa", quando o assunto é estudar. Enquanto Carolina lidera grupos de estudos com os amigos na ficção, Bianca faz ainda mais: ela foi a primeira colocada na classificação geral do vestibular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) de 2012.

A atriz prestou vestibular para engenharia química e teve o melhor desempenho entre mais de 45 mil candidatos. E não foi só isso: estudando nos intervalos das gravações, Bianca passou ainda na UFRJ, PUC-Rio e aguarda a convocação na UFF. A estudante conferiu o resultado na última quinta-feira (19), mas no início não acreditou no que viu.

"Eu não sabia se era [primeiro lugar] por área ou geral. Entrei em contato com o colégio pedindo para me explicarem, aí confirmaram", contou a jovem ao G1. Bianca disse que precisou reler o e-mail de confirmação várias vezes para acreditar na notícia.

"Fiquei sem palavras, fiquei muito feliz, depois de um ano tão difícil", disse a atriz. Segundo a assessoria de imprensa da Uerj, a pontuação final de Bianca foi 96,75 (o máximo possível era 100), a nota mais alta entre as quase 45 mil pessoas inscritas no processo.

A vestibulanda, que afirmou ser muito mais estudiosa e tranquila do que a agitada Carolina, também disse ter sido aprovada em todos os outros vestibulares que prestou: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) - sua média no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ficou na casa dos 800 (de no máximo 1.000).

Embora a Universidade Federal Fluminense (UFF) ainda não tenha divulgado a classificação final, a atriz afirmou estar confiante, por causa das notas que já foram divulgadas. O destino da garota, porém, não será uma universidade públicas.

"Meu objetivo era passar na PUC com bolsa integral de estudos", contou Bianca, que foi a 10ª colocada e, por isso, recebeu a bolsa. Segundo ela, a opção foi feita porque a PUC, além de ser "muito conceituada e ter nome muito forte no mercado", também oferece o curso de engenharia em meio período.

"As federais, pelo menos no início, têm turno integral, e com turno integral ficaria praticamente impossível para conciliar a faculdade com a carreira de atriz, que é minha prioridade."

Além da paixão pela dramaturgia, Bianca também nutre o gosto pelos livros. Apesar de ter se inscrito em engenharia química, a atriz afirmou que pretende se especializar em engenharia de produção, para ter noções de economia e administração e, no futuro, montar seu próprio negócio, como um restaurante, para poder ser empresária autônoma sem precisar largar a profissão de atriz.

Férias

A atriz agora aproveita as férias - dos estudos, porque segue gravando "Fina estampa" - com a sensação de dever cumprido. "Meu ano de 2011 se resumiu a novela e simulado", afirmou Bianca. Segundo ela, os estudos eram encaixados no tempo livre.

"O vestibular e a gravação, mesmo sozinhos, já ocupam bastante tempo, então tem que ter muita disciplina", disse. De manhã, Bianca aproveitava os intervalos entre as aulas. De 2 a 3 vezes por semana, quando tinha gravação, ela estudava nos intervalos. E sempre, invariavelmente, visitava os livros depois de chegar em casa, por volta das 22h.

"Não conseguia dormir sem pelo menos fazer um dever, mesmo se chegasse muito tarde, porque pesava muito na minha consciência", contou a jovem, que afirma ter facilidade para se concentrar. "Pode estar caindo o mundo em volta, e eu continuo concentrada."

Para dar conta das duas prioridades, ela cortou atividades, como as aulas de mandarim e até o horário de almoço - preferia comer no carro, a caminho dos estúdios -, para assistir o maior número de aulas possível.

Os louros que colhe agora ela credita também aos professores do colégio pH, que permitiam que ela fizesse provas em outras filiais, para conciliar com as gravações, e à produção de "Fina Estampa", que evitou marcar cenas nos mesmos horários dos simulados.

Fonte: g1, www.g1.com.br