Atriz Mariah Rocha proíbe pai de ver o filho e os dois devem travar briga na Justiça

Atriz Mariah Rocha proíbe pai de ver o filho e os dois devem travar briga na Justiça

O pai entrou na Justiça para ver o filho.

Os próximos meses serão de muita briga na Justiça para a atriz Mariah Rocha, no ar em ?Balacobaco?, da Record. De acordo com Roberto Gevaerd, seu ex-cunhado, a jovem proibiu a família do ex-marido, João Gevaerd, de ver João Pedro, o filho do casal, de apenas 3 anos. Segundo Roberto, a última vez que eles tiveram contato com o menino foi no Réveillon. Assim mesmo, porque a família conseguiu uma decisão judicial para ficar com o garoto.

?Mariah disse que ia viajar com João Pedro no Natal e no Ano Novo. Para ver a criança, entramos na Justiça. Mas desde que o entregamos, no dia 1º, sequer temos notícias dele. Nem ela nem os advogados dela atendem aos nossos telefonemas. Nós não sabemos se o menino foi matriculado em alguma instituição de ensino, por exemplo?, contou o ex-cunhado de Mariah. Felipe Carauta, empresário da atriz, garante que ela desconhece qualquer liminar judicial. Carauta confirma que o filho do casal ficou os cinco últimos dias do ano passado com a família do pai, mas não fala sobre o que aconteceu desde então.

O irmão do ex-marido de Mariah disse, ainda, que ela mora ?de graça? no apartamento do ex-sogro, em Ipanema, e não quer deixar o imóvel. ?Ela ganha R$ 12 mil por mês. É claro que tem condições de se manter e não precisa ficar com o apartamento. Mas esse é o menor dos problemas. Nós queremos mesmo é ver o João Pedro?, ponderou Roberto. O empresário de Mariah novamente rebate a acusação. Segundo ele, ?o casal está em processo de separação judicial para que seja decidida a divisão de bens e os dias de visitação ao menor?.

Roberto afirmou que há um grande vínculo de João Pedro com a família do pai da criança. ?Em 2012, ele ia quase todos os finais de semana ficar com a gente. Agora, porque não se chegou a um acordo de pensão alimentícia, ela está proibindo as visitas?, explicou, afirmando que Mariah exigiu uma pensão no valor de R$ 4 mil mensais.

Fonte: O Dia Online