Beber com moderação é melhor que se abster

Beber com moderação é melhor que se abster

Em ambos os sexos, os moderados apresentaram as maiores taxas do chamado bom colesterol

Pessoas que consomem uma ou duas taças de vinho durante o jantar ou tomam uma pequena dose de outra bebida alcoólica antes de dormir são mais saudáveis do que pessoas que passam longe do álcool.

Essa informação já foi propagada por diversos outros estudos que celebram as vantagens de substâncias, como os flavonoides, contidos nas bebidas. Mas o resultado de uma pesquisa francesa muda um pouco esse cenário. Segundo levantamento feito com 1,5 mil parisienses, bebedores moderados tendem a ser mais magros, menos estressados e têm melhor aparência.

Mas tudo isso não é graças ao álcool e sim ao fato de que o comportamento de consumir bebidas moderadamente está associado a uma dieta saudável, rotina de exercícios e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Entre os voluntários para a pesquisa, havia homens e mulheres abstêmios, bebedores eventuais (que consumiam menos de 10g de álcool diariamente), bebedores moderados (que bebiam entre 10 e 30g) e os que bebiam mais do que 30g por dia.

Em ambos os sexos, os moderados apresentaram as maiores taxas do chamado bom colesterol, o HDL, e mostraram-se mais preocupados com a saúde em geral, além de maior nível de informação. Mesmo assim, a principal justificativa para o consumo foi a sensação de prazer. Segundo declarou o médico Boris Hansel, do Hospital of Pitiê-Salpêtrière, em Paris, ao jornal inglês Daily Mail, a pesquisa quebra o paradigma de que os benefícios vêm do álcool. "As descobertas sugerem que não é apropriado promover o consumo de álcool como base de proteção cardiovascular."

Fonte: Terra