Bia, da tribo Manibu, é a sétima eliminada de No Limite

Depois de retornar do primeiro Portal, ela se declarou mais forte dentro da competição.

A turismóloga mineira Bianca de Castilho Amaral, de 24 anos, é a sétima eliminada de No Limite. O Portal começou com um empate, depois da mineira e Felipe receberem três votos. O grupo teve 30 segundos para escolher entre um dos dois e optou pela turismóloga. Esta foi a segunda vez que Bia enfrentou o Portal: na primeira, venceu a disputa com Eneida.

Depois de retornar do primeiro Portal, ela se declarou mais forte dentro da competição. ?Cada dia me sinto mais capaz?, disse. No começo da competição, ela relatou sentir dificuldades para superar longas caminhadas na Praia do Coqueiral e as restrições alimentares que as tribos enfrentam. ?O início foi muito difícil para mim. Me senti acuada quando todo mundo falava que eu era a mais fraca. Mas, hoje, consegui reverter esse negócio de ser frágil a meu favor", explicou a mineira.

A dieta restrita, com alimentos conquistados em provas e os cocos recolhidos no acampamento, também foi alvo de seus comentários. "Coco é o nosso alimento principal. Se tiver alguém que não goste de coco, está ferrado", disse.

Na prova Estômago, Bia mostrou que estava mesmo disposta a sacrifícios para desembolsar o prêmio de R$ 500 mil. A turismóloga foi elogiada por colegas da tribo, que empolgaram-se com sua performance durante a provação. "Aquela menina, a Bia, ela comia tudo sem cerimônia", elogiou Gilson.

Ao entrar no jogo, Bia declarou-se uma pessoa forte, disposta a desafios e com espírito aventureiro. Caso levasse a quantia de meio milhão de reais, ela afirmou que iria investir uma parte em viagens e aplicaria outra parte do dinheiro.

Fonte: Globo, www.globo.com