Bordel em Madri monitorava prostitutas com câmeras online

Bordel em Madri monitorava prostitutas com câmeras online

Polícia da Espanha descobriu esquema após denúncia de ex-prostituta.

A Polícia da Espanha anunciou ter desarticulado uma rede de exploração sexual que controlava o movimento em um prostíbulo de Madri por meio de câmeras conectadas à Internet.

O bordel, que explorava prostitutas estrangeiras, ficava em um prédio de quatro andares em Madri. A base de operações, onde havia uma "central de vídeo" com duas telefonistas, ficava no bairro de Arganzuela.

Foram presas 11 pessoas por delitos relacionados à prostituição e por associação ilícita. Também foram identificados 17 estrangeiros em situação irregular no país.

A investigação começou após uma denúncia feita por uma ex-prostituta, segundo a polícia espanhola.

Fonte: g1, www.g1.com.br