Bruno ganha televisão e direito a banho de sol

Bruno ganha televisão e direito a banho de sol

Macarrão, Bola e os demais detidos também poderão sair das celas

O goleiro Bruno ganhou nesta quinta-feira (22) uma televisão de 14 polegadas do seu advogado. O atleta também poderá tomar banho de sol por períodos de 30 minutos a 2 horas, de acordo com a disponibilidade dos agentes penitenciários. O benefício foi estendido para os demais presos suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio. Eles estão detidos na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).

Bruno continua em uma cela isolada. Contudo, isso não está impedindo que ele converse com o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão, alojado na cela ao lado. Ontem, um novo vídeo divulgado pelo SBT, mostra o jogador conversando com Macarrão, em voz alta, mesmo com cada um em sua cela. O goleiro diz ainda que vai processar o Estado. De acordo com a reportagem do canal de televisão, as imagens foram registradas por um agente penitenciário.

Corregedoria vai ouvir agente que fez vídeo

A corregedoria da Subsecretaria de Administração Prisional do Estado de Minas Gerais deve ouvir nesta sexta-feira (23) o agente penitenciário que fez imagens do goleiro Bruno na penitenciária Nelson Hungria. O homem foi identificado ontem e deve ser expulso da função. No vídeo, o jogador confirma que já conhecia o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. Ele aparece ainda na área externa da penitenciária cantando a música Faroeste Caboclo, da banda Legião Urbana.

No vídeo, Bruno estava cantando quando o responsável pelo vídeo chegou perto e perguntou ao goleiro como estava o martírio. Bruno respondeu que estava tranqüilo. O agente perguntou: "E aí, vai sair para a rua ou não vai?". O goleiro, demonstrando não saber que a defesa ainda não impetrou o recurso para soltá-lo em Brasília, responde: "Tô esperando ver se sai o habeas corpus. Esperar lá fora, ver o que vai acontecer". O agente então pergunta: "O que o pessoal falou para você??. Bruno diz: "O negócio é que "os carão" estão falando demais, né cara? Até porque não existe nada". O agente pergunta: "E o Macarrão, o Bola?". Bruno fala: "Macarrão é meu amigo, pô. Meu amigo não, é meu irmão. O Bola a gente já conhecia. O negócio do Bola é que a gente ia arrumar um teste para o filho dele. Tem 21 anos o filho dele, 20 anos, não sei".

Neste momento, o agente penitenciário questiona: "Você já conhecia o Bola então?". Bruno conta: "Já conhecia. Foi através de um amigo nosso, o Zezé, de um grupo de pagode, tá ligado? E a gente manteve contato. Nem sabia do passado desse cara aí não".

Ao final do diálogo, Bruno falou que o prazo da prisão temporária estava acabando e disse ainda: "Eu acho que eu vou processar o Estado, senhor. Por tudo que fizeram comigo. Eu perco de um lado e ganho do outro. Só que eu perdi mais que ganhei". Além de falar com Bruno, o agente também conversou com Bola, que relatou ter problema de pressão e dor de cabeça, por isso precisa de remédio.

Um dos advogados do jogador, Frederico Franco, disse que o goleiro tem ciência de tudo que a defesa está fazendo e que sabe, inclusive, que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais negou seu pedido de habeas corpus. Franco afirmou que os advogados estão aguardado o recesso do Superior Tribunal Federal para entrar com o recurso e que, no momento, não há pedido de soltura feito pela defesa de Bruno sendo avaliado. Ainda segundo o advogado, o vídeo foi gravado na tarde de quarta-feira (21).

Fonte: IG