Bruno se separa oficialmente de Dayanne e vai pagar pensão de dois salários mínimos

Bruno se separa oficialmente de Dayanne e vai pagar pensão de dois salários mínimos

A separação consensual foi confirmada e assinada na noite de ontem.

O goleiro Bruno Fernandes está livre. Não das grades que o mantém preso há 1 ano e 4 meses na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem (MG), sob a acusação de envolvimento no desaparecimento e possível morte da modelo Eliza Samudio.

Mas de Dayanne Rodrigues agora, legalmente, sua ex-mulher. A separação consensual foi confirmada e assinada na noite de ontem, no Fórum de Contagem. No acordo, acertado pelas duas partes, Bruno terá que pagar um salário mínimo de pensão para cada uma das duas filhas com a ex-mulher.

- Pedimos apenas esse valor, porque hoje o Bruno não está em condições de pagar mais. Entendemos a atual situação dele. Tenho certeza que quando ele tiver melhores condições, não irá pestanejar em aumentar o valor da pensão, visto que ele adora as duas filhas - afirma o advogado de Dayanne, Francisco Simin.

O jogador continuará vendo as filhas de 15 em 15 dias, quando as duas meninas fazem uma visita assistida, com a presença de uma assistente social. Ele tem direito a estar apenas por 30 minutos com as garotas. Conforme Simin, na divisão de bens entraram apenas as duas casas que Bruno mantinha em Belo Horizonte.

Em uma mora a avó do goleiro, Estela de Souza, e na outra a mãe de Dayanne. Nenhuma das propriedade possui escritura. - Ele não possui muitos bens e as casas foram os únicos imóveis que foram repartidos, mesmo que sem documentação e escritura no nome dele. Cada um ficou com um imóvel - diz o advogado.

Após a assinatura do juiz, Simin foi até a penitenciária avisar pessoalmente o goleiro que o mesmo estava livre, mesmo não sendo o advogado de Bruno. - Fui comunicá-lo que o divórcio havia sido confirmado. Ele era só sorrisos - conta. Mesmo separada de Bruno há mais de dois anos, Dayanne já teria encontrado outro amor.

Ela está grávida de seis meses de um dos jogadores de futebol do time que Bruno mantinha em Ribeirão das Neves, o 100% FC. O pai da criança tem apenas 20 anos. O advogado da ex-mulher do atleta não quis comentar este assunto.

- Não falo sobre assuntos particulares da minha cliente. Isso é um assunto que só diz respeito a ela e não está na minha alçada ? limita-se. Com a separação, Bruno está livre para casar com a dentista carioca Ingrid Calheiros, com quem mantém um relacionamento há dois anos e meio e está noivo.

Havia a possibilidade de acontecer o casamento dentro da penitenciária no dia 10 de dezembro. Porém, eles preferiram adiar a união e esperar para quando o jogador estiver em liberdade.

Fonte: Extra, extra.globo.com