Bruno Surfistinha diz que sente falta da liberdade de prostituta

Bruno Surfistinha diz que sente falta da liberdade de prostituta

Ex-garota de programa diz que só se destacou "por ser menos prostituta que as outras"

Em entrevista publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo" desta sexta-feira (25), Raquel Pacheco, ex-garota de programa conhecida como Bruna Surfistinha na qual se baseou o longa de mesmo nome protagonizado por Deborah Secco, falou sobre o tempo em que se prostituía.

"Eu não tinha sensualidade, não era uma adolescente bonita, mas me destacava por ser menos prostituta que as outras. Foram três meses até que eu me entregasse à Bruna", explicou Raquel, que também contou como fazia para evitar encontrar antigos conhecidos.

"Quando eu era Raquel, ia ao cinema no Shopping Paulista. Quando virei Bruna, passei a ir no Morumbi Shopping", comentou a ex-prostituta, que se diz nostálgica dos velhos tempos.

"Não sinto falta da prostituição em si, mas dessa sensação de liberdade. Eu não tinha ninguém, mas não tinha combrança", afirma Raquel, que está casada com o ex-cliente.

Fonte: Quem, revistaquem.globo.com