Cachorro é encontrado vivo após mais de 24 horas soterrado; saiba como ele sobreviveu

Alexandre Rossi, o Dr. Pet, explica o que contribuiu para que o animal permanecesse vivo

Na tarde desta sexta-feira (9), um cachorro vira-lata foi achado com vida após permanecer soterrado por mais de 24 horas.

Quem encontrou o animal foi o grupo de bombeiros que trabalhava no resgate de vítimas no morro do Bumba, em Niterói - região metropolitana do Rio de Janeiro.

Depois de ser resgatado, o cão foi examinado e passava bem. Segundo Alexandre Rossi, o Dr. Pet do programa da Record, é normal que um cachorrinho sobreviva por tanto tempo soterrado:

- Cães podem sobreviver sem água e comida por mais de uma semana, dependendo das condições do ambiente e do solo. Se ele estivesse sob calor intenso, embaixo do sol, poderia desidratar rapidamente, sofrer de hipertermia e morrer em algumas horas. Possivelmente, como ele ficou em um ambiente úmido, a temperatura do corpo dele permaneceu estável.

O zootecnista explica ainda que o animal pode ter sobrevivido se alimentando de terra. Ter ficado imóvel debaixo dos escombros também pode ter ajudado o cão:

- O cachorro pode comer terra e aproveitá-la como se fosse água. Diferentemente dos humanos, eles se desesperam um pouco e depois permanecem quietos. Ficam fracos e, com isso, polpam energia, numa condição de repouso.

O cachorro vira-lata foi reconhecido por alguns moradores do morro e disseram que seu nome é Nick. Pouco após o resgate, o casal que é dono do animal foi até o local do deslizamento para buscá-lo.

Fonte: R7, www.r7.com