Calote? Médico precisa entrar na Justiça para receber pagamento pelo parto do filho de Neymar

Calote? Médico precisa entrar na Justiça para receber pagamento pelo parto do filho de Neymar

"Não recebi nada ainda. Não houve nenhum tipo de contato da parte do Neymar ou da família", disse o médico.

O médico Herbert Kramer afirma que Neymar ainda não pagou a dívida pelo parto do próprio filho, Davi Lucca, que nasceu no Hospital São Luiz, em São Paulo, em agosto de 2011. Kramer, responsável pelo pré-natal da mãe, Carolina Dantas, e pelo parto da criança, aguarda o julgamento do processo.

?Não recebi nada ainda. Não houve nenhum tipo de contato da parte do Neymar ou da família. Aguardamos o julgamento?, afirmou o médico.

Apesar de não receber pelos serviços prestados, Kramer venceu a primeira batalha contra Neymar e seus representantes. Após a família do craque acionar o Conselho Regional de Medicina (CRM), acusando o médico de fazer cobranças indevidas em relação ao parto da criança, o órgão supervisor não aceitou as denúncias e respondeu que Kramer não cometeu nenhuma infração no caso.

?Eles entraram com uma carta dizendo que eu tinha cobrado coisa indevida, que o convênio da paciente que tinha que pagar o parto. O CRM mandou uma carta de volta dizendo que eu não cometi nenhuma infração as regras e normas do CRM?, disse Kramer.

Herbert voltou a dizer que não cobrou nada ?por fora? em relação ao parto, pois o mesmo foi ?particular? e realizado no Hospital São Luiz, já que o convênio médico da gestante não cobria o nascimento da criança em São Paulo, local escolhido pela família de Neymar.

O médico Herbert Kramer abriu um processo contra o atacante do Santos e da seleção brasileira para cobrar honorários de R$ 45 mil na 6ª Vara Cível de Santos, referente ao pagamento do parto de Davi Lucca, filho de Neymar.

Kramer alega que, além do parto, cobra o valor por ter fechado seu consultório na Baixada Santista por quatro dias para ficar à disposição da família, no Hospital São Luiz, em São Paulo. Segundo o médico, o valor é cobrado pelos serviços prestados da equipe médica, já que Kramer levou um médico auxiliar, Sérgio Kabbach, e sua esposa, Daniela Jordão, enfermeira obstetra.

Tanto o Conselho Regional de Medicina (CRM) quanto a Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo (Sogesp) disseram, por meio de suas assessorias de imprensa, que não estipulam tetos de valores. ?Cada profissional privado tem autonomia para determinar seus honorários?, disse a assessoria do CRM.

A produção de Neymar alega que não entrará em acordo com o médico, e ressalta que não tem nada a dizer, pois segue aguardando o andamento do processo que, segundo eles, não possui novidades.

Fonte: UOL