Daniel diz que não teve atitude correta ao puxar PM para dançar

Antes do show, a policial entregou de presente uma bíblia para o cantor, ainda no camarim

O cantor Daniel admitiu não ter agido corretamente ao puxar uma policial militar para dançar durante um show Paraguaçu Paulista, a 466 km de São Paulo, no dia 20 de setembro. Um trecho do show foi gravado por pessoas que estavam no público e foi parar em sites da internet. A PM chegou a instauraram um processo administrativo, mas ele foi arquivado.

?Aquela atitude minha não seria correta talvez. Eu não imaginava jamais que a coisa fluiria dessa forma, dessa maneira?, disse o cantor.

Antes do show, a policial entregou de presente uma bíblia para o cantor, ainda no camarim. Durante a apresentação, ele puxou a policial para cima do palco. Ela pensou que o cantor fosse agradecer em publico pelo presente.

A policial contou que, durante a dança, explicou para Daniel que poderia ser presa. Foi então que o cantor fez o sinal de que estava sendo algemado, dizendo que seria preso com ela.

Segundo o tenente-Coronel Lincoln de Oliveira Lima, comandante do 32º batalhão de Polícia Militar do interior, a policial feminina é considerada uma agente de conduta exemplar. Ele diz que ela é evangélica e seu marido é sargento e é pastor.

Após a repercussão do caso, superiores da agente instauraram um processo administrativo, mas anunciaram nesta quarta-feira (30) que ele será arquivado. ?Chegou-se à conclusão que não era o caso de abrir qualquer procedimento disciplinar contra o policial. Então o caso já está arquivado?, explicou Oliveira.

Fonte: g1, www.g1.com.br