Cantor Luciano afirma: "Não sou o monstro que eu me revelei"

Cantor Luciano afirma: "Não sou o monstro que eu me revelei"

O cantor admite estar realizando um tratamento psiquiátrico e afirmou que, mesmo depois de ter se acertado com Zezé, ficou muito emotivo.

Luciano Camargo concedeu uma entrevista à coluna "Direto da Fonte" do jornal "O Estado de S. Paulo" desta segunda-feira (23). "Não sou o monstro que eu me revelei", afirmou. "Eu me vi um monstro fazendo aquilo com o meu irmão. Imagine, eu morri de vergonha. Pedi perdão para ele. Primeiro, por ter falado aquilo no palco, depois por ter sido tão irresponsável", afirmou o cantor, de 39 anos, relembrando o episódio ocorrido no Teatro Guaíra, em Curitiba, quando chegou a anunciar o fim da dupla com Zezé Di Camargo.

O cantor admite estar realizando um tratamento psiquiátrico e afirmou que, mesmo depois de ter se acertado com Zezé, ficou muito emotivo. "Fiquei chorando muito, muito, muito. Sou muito emotivo, mas não era um choro de momento. Era choro de arrependimento, de vergonha, de medo".

Fidelidade

Luciano fala ainda sobre seu relacionamento com a mulher, Flávia, a quem chama carinhosamente de Fal. "Quando a Fal chegou na minha vida, eu tive que me moldar. Porque eu era mulherengo, gostava de farra. Ela não era uma menininha. Eu sabia que se eu não mudasse, ela não iria me aceitar. E eu mudei muito. Conheci a fidelidade com a Fal."

Fonte: Quem