Casal em lua-de-mel é barrado em hotel por ser novo demais

Casal em lua-de-mel é barrado em hotel por ser novo demais

Nem a farda do noivo nem o vestido da noiva convenceram os funcionários do hotel a liberar a estadia

Eles já são pais, já casaram e ele deve seguir para a guerra. Mesmo assim, foram considerados novos demais para se hospedar em um hotel em Bakersfield, na Califórnia, nos Estados Unidos. O oficial da Marinha Jason Martin e sua noiva, Hillary, ambos de 18 anos, não puderam passar a noite de núpcias no Padre Hotel, que exige que seus hóspedes sejam maiores de 21. Nem a farda do noivo nem o vestido da noiva convenceram os funcionários do hotel a liberar a estadia dos dois, que havia sido um presente da mãe de Hillary.

Os noivos, que namoram desde o colégio, tiveram gêmeos nove meses atrás e decidiram se casar antes que Jason fosse para o treinamento de combate. Jovens e sem dinheiro, os dois não poderiam pagar uma viagem. A lua-de-mel seria, portanto, reduzida à noite de núpcias no charmoso hotel (confira a foto de um dos quartos) que cobra US$ 650 a diária em um sábado.

?Fiquei muito triste?, disse Hillary Martin em reportagem do jornal Los Angeles Times. ?Fiquei arrasada. Pensei: ?Cá estou eu procurando um lugar para ficar na minha lua-de-mel!??. ?Eles deveriam ter feito uma exceção. Se você aparece com um uniforme militar e um vestido de noiva, você tem que conseguir um quarto?, afirmou Jason. Alguém aí tira a razão desse jovem casal?

Com fome depois de uma festa em que mal tiveram tempo para comer, os noivos acabaram seguindo para um posto de gasolina para comprar salgadinho e refrigerante. Depois de rodar um pouco pela cidade, encontraram um hotel mais modesto, que tinha desconto para oficiais das Forças Armadas.

Esse seria o fim melancólico da lua-de-mel de Jason e Hillary, no dia 12 de novembro, não fosse por um primo. Indignado com a situação, ele reclamou da postura do hotel e gerou uma onda de apoio aos noivos. A história chegou à imprensa local, que cobrou uma explicação para a atitude do hotel. O gerente disse que os funcionários só estavam seguindo a regra estabelecida, e não abriria exceções.

Com essa explicação, o hotel só conseguiu atrair mais críticas da população local. Para conter a crise de imagem, o sócio do hotel, Brett Miller, decidiu pedir desculpas aos noivos. Disse que a política do hotel tinha como objetivo evitar que menores de idade bebessem ? nos Estados Unidos é preciso ter 21 anos para comprar bebidas alcoólicas ? e ofereceu uma estadia e um jantar para Jason e Hillary.

OK, legal. Mas é o tipo de caso em que nada, nada consegue compensar o estrago. O único consolo é ter uma história para contar para os netos. E, talvez, uma foto da vovó de noiva no posto de gasolina?

Fonte: Globo, www.globo.com