Cerca de 130 agentes de trânsito e PM garantem a segurança do Corso 2013

Cerca de 130 agentes de trânsito e PM garantem a segurança do Corso 2013

Ao todo 317 policiais militares vão oferecer tranqüilidade aos foliões no dia 02 de fevereiro.

Carnaval é sinônimo de festa e alegria. Mas para que os foliões possam aproveitar bem o momento, é preciso organização e segurança. E o objetivo da Fundação Cultural Monsenhor Chaves e fazer com que o Corso de Teresina seja, além de o maior do mundo, também o mais seguro.

A organização do corso está trabalhando em várias frentes para garantir uma festa impecável. Duas delas têm recebido atenção especial, a do trânsito e a da segurança. STRANS E Polícia Militar estão preparando uma grande estrutura para o dia 02 de fevereiro, na Avenida Raul Lopes.

De acordo com o Coronel Hudson Lima, diretor de Operação e Fiscalização da STRANS, cerca de 130 agentes serão acionados no dia do corso. Já a partir da manhã do dia 02 de fevereiro, eles estarão orientando os motoristas que utilizarão as vias próximas ao local do evento e também os foliões que querem chegar ao local da concentração. Os acessos a Avenida Raul Lopes, como a Ponte da Primavera, serão interditados a partir das 14 horas do sábado.

A STRANS também será uma aliada na fiscalização de irregularidades durante o corso. Segundo Hudson, os veículos serão vistoriados e avaliados no que diz respeito às medidas exigidas no regulamento do evento. Serão observados itens de segurança obrigatórios, como é o caso do guarda-corpo dos caminhões. A documentação do veículo e do condutor também deverá estar regular.

Um dos pontos principais nessa fiscalização da STRANS será o cuidado em evitar que motoristas embriagados conduzam os veículos no corso. Para isso serão utilizados etilômetros no começo e no final do percurso. Quem for pego dirigindo alcoolizado terá o caminhão desclassificado do evento e ainda poderá sofrer as penalidades legais, como multa de até R$ 1.915,00 e prisão. ?Vamos ter equipes da STRANS espalhadas a cada 500 metros do trajeto, além das câmeras que vão registrar qualquer infração?, explica Hudson.

A Polícia Militar do Piauí criou um esquema especial para garantir a segurança do corso. Ao todo serão utilizados 317 policiais, divididos em sete equipes espalhadas pelo local do evento. Segundo explica o comandante do Comando do Policiamento da Capital, Coronel Alberto Meneses, haverá um reforço na concentração para evitar incidentes. Também haverá uma equipe de policiamento ambiental, uma equipe de apoio a STRANS e três equipes nas pontes que dão acesso a avenida, além dos policiais que vão estar na dispersão do corso. ?Ainda teremos o reforço da cavalaria e do helicóptero da PM e policiais espalhados em andaimes em locais estratégicos. Tudo para garantir tranqüilidade à festa?, ressalta o Coronel Alberto.

Para o presidente da FCMC, Lázaro do Piauí, essas medidas vão fazer com que o corso seja ainda mais valorizado esse ano. ?Já temos o maior corso do mundo. Mas queremos que ele seja também o mais organizado e seguro. E para isso não estamos poupando esforços?, enfatiza.

Fonte: Ascom/FMC