"Cheguei a pensar em desistir da carreira", diz atriz da Globo

"Cheguei a pensar em desistir da carreira", diz atriz da Globo



Falante e entusiasmada, Ana Kariny Gurgel mal acredita que conseguiu passar no teste para viver seu primeiro personagem fixo na TV. Depois de diversas participações em tramas na Globo, como Caras & Bocas, A Grande Família, Senhora do Destino e Os Normais, entre outras, a ex-modelo da Ford foi aprovada para viver a garçonete Sônia na série Afinal, O Que As Mulheres Querem?, com estreia prevista para novembro. "Cheguei a pensar em desistir de ser atriz, mas ter passado no teste restabeleceu minha confiança", animou-se Ana, que vai contracenar com Paola Oliveira e Michel Melamed na trama de Luiz Fernando Carvalho, composta por seis episódios.

Formada em Artes Cênicas e Jornalismo, esta atriz cearense chegou a ter uma breve passagem pela Rede TV! em 2005, ao interpretar a sedutora Carmen no seriado Mano a Mano. Em seguida, protagonizou ao lado de Lúcio Mauro Filho o curta Amélio, O Homem de Verdade. Hoje, aos 34 anos, e há dois anos trabalhando como repórter e assessora de imprensa, decidiu voltar de vez para a frente das câmaras.

Na série global, a garçonete Sônia, personagem de Ana, vai simbolizar um dos desdobramentos da personagem Lívia, artista plástica protagonizada por Paola Oliveira, com um comportamento particular diante de cada situação vivida. Além dessa personagem, ao longo dos seis episódios da série, a atriz interpreta diversos outros papéis, como uma enfermeira, uma perua e uma bailarina. Segundo Ana, o diretor quis aproveitar o mesmo elenco em diversos personagens. Dessa forma, com exceção dos personagens principais, o elenco interpreta mais de um papel ao longo dos episódios. "O elenco fica mais enxuto e todos são muito bem aproveitados", defendeu.

Na história, a personagem de Ana reflete características da personagem de Paola Oliveira, que protagoniza a trama ao lado de Michel Melamed. O ator vive André, um cientista que tenta entender as relações humanas, sobretudo porque seu amor com Lívia, personagem de Paola, não deu certo. O desenvolvimento da história se dá através de desdobramentos desses dois personagens principais, em situações cotidianas, com foco nas relações entre homem e mulher. "A ideia é refletir sobre como cada um se sente em cada situação", pontuou Ana. A série ainda traz um caráter lúdico e didático ao contar com intervenções de um especialista inspirado em Sigmund Freud, psicanalista que por muitos anos estudou a alma feminina, interpretado por Osmar Prado.

Além de Ana, o elenco da série conta com nomes como Letícia Spiller, Tarcísio Meira, Vera Fisher, Eliane Giardini, Rodrigo Santoro e Maria Fernanda Cândido. A preparação do elenco teve início em junho, com oficinas de máscaras e aulas de canto. As gravações seguem diariamente até 20 de setembro e a produção vai ao ar às terças, após "Casseta & Planeta, Urgente!". "É um processo intenso, mas muito gostoso. O elenco é fantástico, muito unido e já está batendo saudade", derrete-se a atriz.

Afinal, o que as mulheres querem? - Estreia prevista para novembro, na Globo.

Fonte: Terra