Christina Aguilera revela em documentário que apanhou até sangrar do pai aos 4 anos

Horrorizada com o comportamento agressivo do marido, Shelly fugiu de casa com as filhas

Christina Aguilera revelou que ficou encharcada de sangue aos 4 anos de idade, depois de ser atacada pelo pai, Fausto, que sofria distúrbios de sono. "Meu pai queria dormir e eu fiz muito barulho", explicou a cantora.



De acordo com o tablóide inglês "The Sun", a cantora e a mãe, Shelly Kearns, abriram o jogo sobre o passado da família, em um documentário feito pelo canal de televisão "E!".

Horrorizada com o comportamento agressivo do marido, Shelly fugiu de casa com as filhas Christina e Rachel. "Eu presenciei muitas coisas desagradáveios. Empurrões, brigas, lutas. Cresci em um lugar onde eu não me sentia segura. Se sentir impotente é a pior sensação do mundo", contou a cantora.

Segundo Christina, a música foi uma forma que ela encontrou para tentar fugir de sua triste realidade. "Comecei a cantar como uma fuga. A dor em casa gerou minha paixão por música. Deixei meu pai voltar a minha vida, mas logo percebi que ele não era mais necessário."

Em 2002, Fausto negou as acusações da ex-mulher de que ele teria sido "muito cruel e agressivo com sua família". "Meu relacionamento com a mãe de Christina era tenso e eu não era uma pessoa perfeita. Mas eu amava Christina e sua irmã, Rachel. Nunca abusei delas e elas sabem disso", disse o pai da cantora na época das acusações.

"Estou arrependido de ter levantado a mão para minha mulher. Mesmo que eu tenha exagerado, eu respeito Shelly e Christina por terem outra lembrança da história."

Fonte: Quem, revistaquem.globo.com