Chuva deixa mais de 28 mil fora de casa na região Sul do país

Chuva deixa mais de 28 mil fora de casa na região Sul do país

Nos três estados, mais de 690 mil pessoas foram afetadas pelos temporais. Onze pessoas morreram vítimas das chuvas na região, até esta terça (15).

As chuvas que atingem os três estados do Sul do país desde a semana passada já afetam mais de 690 mil pessoas e deixam mais de 28 mil fora de casa, entre desalojados, desabrigados e deslocados. Até esta terça-feira (15), 11 pessoas morreram vítimas das chuvas: sete em São Lourenço do Sul (RS), uma em Palhoça (SC), duas em Antonina (PR) e uma em Honório Serpa (PR).

Em Santa Catarina, sete cidades decretaram situação de emergência, até a manhã desta terça-feira. Segundo a Defesa Civil Estadual, em todo o estado, mais de 612 mil pessoas foram afetadas e mais de 14,8 mil tiveram que deixar suas casas. Um homem de 25 anos morreu, em Palhoça (SC) e uma pessoa está desaparecida.

Estão em situação de emergência as cidades catarinenses de Brusque, Nova Trento, Pomerode, Rio Negrinho, Santo Amaro da Imperatriz, São João Batista e Schroeder.

Em São Lourenço do Sul (RS), segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, 20 mil pessoas foram afetadas pela enxurrada, cerca de 2,5 mil estão foram de casa 200 ficaram levemente feridas. Sete mortes foram confirmadas na cidade e uma pessoa está desaparecida. Já foram enviadas para São Lourenço do Sul 28 toneladas de alimentos, 200 kits dormitório, 900 cobertores, 855 colchões e 4,3 mil litros de água, segundo a Defesa Civil.

Em todo o estado, o número de desabrigados e desalojados chega a 3,4 mil, segundo a Defesa Civil. Mais de 60 mil pessoas foram afetadas em cinco cidades: São Lourenço do Sul, Turuçu, Rio Grande, Arroio do Padre e São Francisco de Paula. São Lourenço do Sul decretou estado de calamidade pública, e Turuçu, situação de emergência.

No Paraná, de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil, na segunda-feira (14), quase 25 mil pessoas foram afetadas. Mais de 9,8 mil tiveram que deixas suas casas, entre desalojados e desabrigados. Sete cidades do estado registram prejuízos (Morretes, Antonina, Paranaguá, Guaratuba, Honório Serpa, São José dos Pinhais e Mangueirinha). Dessas, Guaratuba e Paranaguá estão em situação de emergência.

Fonte: g1, www.g1.com.br