9 curiosidades de 'Cinquenta Tons de Cinza' que vão mexer com você

9 curiosidades de 'Cinquenta Tons de Cinza' que vão mexer com você

1. Protagonistas tinham os mesmos nomes dos de "Crepúsculo"

Sim, E L James é fã da saga, e isso não é novidade. Acontece que quando ela começou a escrever "Cinquenta Tons de Cinza", em uma fanfiction de "Crepúsculo", usou os mesmos nomes dos protagonistas: Bella e Edward . Anastasia Stelle e Christian Grey surgiram muito depois. Além dos nomes que eram iguais no começo, as histórias se assemelham MUITO. As duas moças são tímidas, virgens e pouco femininas. Já os dois homens são poderosos, tocam piano e são superprotetores. Que coisa.


2. A palavra mais citada é "sexo":

O livro é sobre sadomasoquismo, o que obviamente inclui sexo. Por isso, durante a história, jorram palavras sexuais. Ao todo, são 187 palavras que fazem referência à relação sexual. Só a palavra "sexo" aparece 58 vezes. “Foder” ocupa a segunda posição nesse ranking, com 37 aparições. Por fim, temos 20 vezes “fazer amor” e 19 vezes “penetração”. E esses são apenas quatro dos muitos termos do livro...


3. Ela cora 111 vezes (!!!)

Se você leu "Cinquenta Tons de Cinza" (ou a trilogia), provavelmente percebeu que Anastasia cora o tempo todo. O livro tem 455 páginas e a moça cora 111 vezes. Gente, isso significa uma vermelhidão a cada quatro páginas. Como se não bastasse, a moça ainda morde o lábio 22 vezes. Não dá pra imaginar o nível de vergonha.


4. É literatura, mas também é publicidade

Talvez pouca gente tenha percebido, mas o livro está encharcado de marcas publicitárias. Apenas as primeiras oito páginas escapam disso. Em alguns momentos, os elogios são, hm, bem excessivos. A Mercedes é a primeira que surge na história. E já vem seguida pela frase/elogio:

“(...) é gostosa de dirigir, e os quilômetros deslizam à medida que piso fundo no acelerador”. Uma das outras marcas de carro citada é Audi, repetida 14 vezes no livro. O celular dela, então, nem se fala. Ele é citado 25 vezes. O iPod fica um pouco pra trás, com 17 menções. Até marca de remédio aparece, como Advil. Mas o troféu de publicidade vai para o Mac, que aparece assim: “O laptop Mac é brilhante, prateado e bem bonito.

(...) Tem o mais moderno Sistema Operacional e um pacote completo de programas, além de um disco rígido de um ponto cinco terabyte, então a senhora vai ter muito espaço, trinta e dois gigas de memória RAM. (...) Isso é tecnologia de última geração.”

É ou não é propaganda?


5. O livro causou polêmica em uma cidade brasileira

Antigamente, boa parte dos livros eróticos ou pornográficos era proibida de circular. Muuuuitos foram recolhidos das livrarias. "Cinquenta Tons de Cinza" não foi um deles. Algumas livrarias públicas dos Estados Unidos se recusaram a encomendar o livro por considerarem má literatura. E claro que o Brasil não poderia ficar de fora. Em Macaé, no Rio de Janeiro, um juiz assinou uma ordem de serviço que considerava a publicação imprópria e vetava sua exposição sem lacre nas livrarias. Ele achava que crianças e adolescentes poderiam pegar o livro.


6. O livro é erótico, mas não há classificação etária

O esforço do juiz em vetar o livro pode ter funcionado apenas em Macaé, porque no resto do mundo muitas foram as adolescentes que leram "Cinquenta Tons de Cinza". A própria E L James cita em uma entrevista à Veja que uma menina de 15 anos a procurou para falar sobre a obra. Diferentemente do livro, o filme baseado na história, que estreia nesta quinta, tem restrição (ufa). Apenas as mocinhas e mocinhos maiores de 16 anos poderão desfrutar das cenas picantes.


7. O trailer de "Cinquenta Tons" é o mais assistido em 2014

De acordo com a Veja, o vídeo publicado em julho é o trailer mais visto do ano passado. No canal oficial da Universal Pictures, o número de visualização passa a marca de 52 milhões. Já no canal da Universal Pictures Brasil o número é de 6,5 milhões.


8. O brinquedo sexual mais vendido é uma algema

A Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico Sensual (ABEME) divulgou há poucos dias uma pesquisa sobre produtos do segmento. E adivinha o que tem nela? "Cinquenta Tons de Cinza", é claro! O número de pontos de vendas cresceu muito nos últimos três anos e agora já soma 11 lojas de artigos eróticos. E o que o livro tem a ver com isso? A maior parte dos entrevistados afirmou que a oferta de produtos que envolvem o sadomasoquismo aumentou após o lançamento da obra. O item mais vendido, inspirado em "Cinquenta Tons", é a algema que ilustra a capa do livro.


9. Existe uma linha de produtos eróticos baseada no livro

É isso mesmo. E ela se chama “Cinquenta Tons de Prazer”. Tem mais: ela é brasileira. São seis produtos, como géis de massagem corporal e géis comestíveis aromatizados com vinho tinto (bebida frequente no livro).


* Esta nota foi escrita por uma aluna do Curso Abril de Jornalismo (CAJ)

Fonte: brasilpost.com