"Jovens de periferia são bonitos e capazes", afirma Lázaro Ramos

O ator está atuando em um filme que aborda o assunto.

O filme Tudo Que Aprendemos Juntos, de Sérgio Machado, conta a história de Laércio (Lázaro Ramos), um rígido professor de música que após um insucesso num teste para a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) acaba num projeto experimental na comunidade de Heliópolis, na zona sul de São Paulo.

Em entrevista, Lázaro Ramos falou sobre como foi desenvolver o filme. "O Instituto Baccarelli, que inspira o filme, é um lugar de esperança. Fui lá em 2012 quando fui filmar e voltei agora para lançar o filme e vi o mesmo vigor e a mesma transformação naqueles jovens, naquelas crianças que às vezes tiveram somente um olhar mais afetuoso para elas. Não é somente aula de violino, aula de música. É também um olhar cidadão. Dizer para ele: você é possível, você é bonito, você é capaz. Injeção de autoestima, injeção de crença, é receber aplauso", conta Lázaro.

Segundo ele, a ideia de retratar a violência, mas não torná-la a única narrativa das histórias nas periferias brasileiras, também não é ao acaso.

"Periferia não é só uma coisa, favela não é somente uma coisa. Esse filme é quase um documento de uma coisa que aconteceu. Tudo que está ali é o que está ali nós vivemos, nós vimos. A opção por mostrar esse extrato das coisas que nos completam - e não o extrato das faltas - é muito importante para a história atual do cinema brasileiro."

Image title


Fonte: Brasil Post