Coleguinha do Huck posa só de biquini: ""Fico no Caldeirão até quando Deus permitir""

Coleguinha do Huck posa só de biquini: ""Fico no Caldeirão até quando Deus permitir""

Sobre a relação com Luciano e as outras dançarinas, Eloah conta que tudo é muito é amigável

Eloah Uzêda começou a carreira aos 14 anos, fazendo ensaios fotográficos. Aos 17 passou em um teste e ficou uma temporada dançando na Grécia, foi então que a carreira de dançarina começou. A loira está no Caldeirão do Huck há seis anos e é uma das mais antigas do programa.

?Eu dançava com Latino, e uma vez fomos nos apresentar no "Caldeirão", e Luciano me chamou para fazer parte da equipe do programa. Fiquei muito feliz, ou melhor, sou muito feliz lá até hoje?, contou Eloah que não pensa em sair do programa. ?Fico no "Caldeirão" até quando Deus permitir e Luciano quiser?, disse.

Sobre a relação com Luciano e as outras dançarinas, Eloah conta que tudo é muito é amigável. ?Tenho uma relação muito boa com Luciano. Eu o admiro muito. Aliás, a relação não é só boa com ele, é com o grupo todo. Sou amiga de todas as meninas. Mas, como a proposta do programa é ser uma mistura, cada uma tem um gosto, e não conseguimos conciliar as agendas no dia a dia?, contou.

Formada em psicologia e casada há sete meses com o empresário Rafael Repetto, Eloah quer trabalhar na área e ter filhos. ?Sonho trabalhar com psicologia e constituir uma família. Quero ser uma boa mãe, mas só quando parar de dançar?, disse.

Nascida em Recife, Eloah se mudou para o Rio pouco depois de completar um ano de idade e foi criada em Campo Grande, na Zona Oeste da cidade. Hoje, mora em Juiz Fora, mas conta que ainda não se adaptou. ?Me mudei há dois anos, mas ainda não me adaptei ao frio. Essa é a minha prioridade agora: fazer o máximo para viver bem aqui?, contou.

Dona de curvas perfeitas, Eloah diz que já malhou muito na vida, mas que agora não cuida do corpo do mesmo jeito. ?Infelizmente não tenho mais o mesmo pique. O friozinho de Minas me faz ter preguiça, mas tento fazer musculação duas vezes por semana e correr outras duas vezes. No Rio gostava muito de fazer tratamentos estéticos. Estou procurando uma clínica por aqui para continuar meus tratamentos e voltar a ter o corpo que tive um dia?, disse.







Fonte: Ego, www.ego.com.br