Com cachê de até R$ 200 mil, ruivo de comercial com Grazi Massafera irá estrear novela na Globo

Com cachê de até R$ 200 mil, ruivo de comercial com Grazi Massafera irá estrear novela na Globo

Começou a fazer teatro aos 12 anos e desde então decidiu que queria investir na carreira artística

Aos 18 anos, o ator João Côrtes viu seu cachê saltar de R$ 10 mil para cerca de R$ 200 mil por propaganda em menos de um ano, após estrelar em comerciais de uma operadora de celular ao lado da atriz Grazi Massafera. Além de estrear na série "Os Experientes, de Fernando Meirelles, na Globo, ainda em 2014, o ruivo deve participar da próxima novela das sete, "Geração Brasil", de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira - os mesmos autores de "Cheias de Charme".

"Recebi o convite para participar da novela "Geração Brasil" essa semana e estou muito feliz. Se tudo der certo, meu personagem será o Mosca, um comediante preguiçoso, meio bobão, que não faz nada da vida. O apelido dele é Mosca porque dizem que um dia ele engoliu uma mosca", adiantou João em entrevista.

João é filho de um produtor musical e de uma coordenadora escolar. Começou a fazer teatro aos 12 anos e desde então decidiu que queria investir na carreira artística. Atualmente, o ator participa da peça infantil "O Segredo dos Dois Pinóquios", que fica em cartaz até janeiro em São Paulo.

"2013 tem sido um ano muito bacana. Renovei meu contrato com a Vivo (operadora de telefone) até junho do ano que vem. Fiz a série "Três Teresas" com a Denise Fraga no GNT. Gravei o filme "Os Lascados", com a Paloma Bernardi. Teve o convite para série "Os Experientes" e para novela "Geração Brasil". Estou adorando", disse o jovem.

João tem mesmo o que comemorar, afinal não é sempre que se tem a oportunidade de contracenar com Beatriz Segall ? a atriz participa da série "Os Experientes", no episódio "O Assalto". "Fiquei morrendo de medo de gravar com a Beatriz [Segall], afinal ela é a Odete Roitman (personagem de "Vale Tudo"), mas aos poucos ela me tranquilizou, deu muitas dicas e foi um prazer. Ela é uma figura", contou João, com seu jeito brincalhão.

"Supremacia ruiva"

"Fósforo", "bafo de Fanta", "boneco de Olinda", "mariposa", "água de salsicha", são alguns dos apelidos que o jovem teve que ouvir dos colegas dos 11 aos 13 anos, pelo fato de ser ruivo. Encarado pelos colegas de escola como um "ser excêntrico", o tipo físico de João tem sido seu grande aliado na teledramaturgia.

"O fato de eu ser ruivo é um marco do início da minha carreira. Esse foi um dos motivos de eu ter sido escolhido para participar do comercial. Ser ruivo é um diferencial no mundo da televisão, da publicidade, do teatro. Talvez essa característica agregue algum valor, mas tenho medo de afirmar isso e parecer metido", afirmou João, aos risos.

Assediado nas ruas, chamado de "ruivinho do comercial", João conta que as pessoas o param na rua e começam a rir. "Talvez essa seja a imagem que eu passo, do cara engraçado. Estou feliz com essa repercussão, é uma honra protagonizar os personagens dos comerciais. Claro que, com o tempo, quero ser reconhecido como o João Côrtes, o ator, e não mais como o ruivinho", declarou.

Para o futuro, João está investindo o dinheiro em uma poupança para estudar na Inglaterra. "Quem sabe uma faculdade em Londres ou um curso. Também pretendo ingressar na Escola de Artes Dramáticas da USP", afirmou.

Fonte: UOL